jump to navigation

MEGA análise da carreira (Parte III) julho 28, 2006

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
trackback

Siemens

O meu sonho sempre foi fazer mestrado no exterior. E eu vi a oportunidade de ir trabalhar na Siemens como uma forma de entrar no país, melhorar o inglês, fazer uns contatos e de lá buscar o mestrado. Os 6 primeiros meses de trabalho foram bons. Aprendi bastante sobre usabilidade e design de interfaces principalmente. Foi interessante participar de conference calls com gente da Alemanha, China e outras partes dos Estados Unidos. Nunca me imaginava fazendo tais coisas. Isso tudo foi me dando mais confiança.

Meu contrato na Siemens era de 6 meses e terminava em dezembro, antes do Natal. As aplicações para mestrado começaram no final do ano e eu queriarenovar meu estágio por mais tempo para aproveitar a oportunidade de estar nos Estados Unidos para aprender mais, fazer cursos e tambem buscar o mestrado. Depois de uma “novela” consegui renovar meu estágio e pedi mais 8 meses. Eu tava passando por uma fase meio “deprê” da vida então não estava com motivação para aplicar pro mestrado. Estava pesquisando aqui e ali mas não tava tomando nenhuma ação. Como estava desfocada fui perdendo vários prazos de várias universidades.

Virou o ano e eu me toquei que se eu nao agisse rápido eu ia perder a oportunidade desse mestrado. Perder a oportunidade de pelo menos tentar. E eu não queria esperar mais um ano só para tentar. Aquele era o momento! Então tirei motivação do fundo do âmago e fiquei trabalhando direto, fins de semana inteiros para preparar minha documentação, meu site, meu portfolio impresso e tudo mais que precisava. Primeiro apliquei para o Interaction Design Institute na Italia! Cheguei a ser entrevistada por telefone pela diretora da escola (inglesa), um professor israelense e um professor alemão. Acabou não rolando com essa escola pois eu precisava de bolsa integral e ainda receber grana e eles não providenciavam isso.

Em Janeiro entrou um cara novo na Siemens que tinha acabado de se formar pelo mestrado em design da Ohio State. Falei com ele que estava procurando mestrado e ele me deu mó força para aplicar. O prazo (que era 15 de Janeiro) já tinha passado mas ele me deu o tel de um professor e disse para ligar. Liguei e ele disse que era para eu enviar meu material mesmo assim.Aprontei tudo e mandei! Pra encurtar a historia já que esse post está ficando longo: Fui aceita pelo departamento de design da Ohio State, Brian Stone seria meu orientador e ainda consegui um emprego no campus que paga todo o valor da minha faculdade e me dá um salário. Aquele sonho do mestrado em design no exterior de graça ia finalmente se realizar! Nem estava acreditando…

Ohio State

Depois de passar 2 meses no Brasil “esfriando a cabeça”, no final de agosto do ano passado eu vim de mala e cuia para Ohio. O primeiro ano do mestrado foi super puxado. Como eu ralei! Mas fui bem. Aprendi demais. Minha tese está evoluindo numa direção que me anima muito.

Agora, sem aulas, estou aproveitando para estagiar na Nationwide. Está sendo legal poder fazer 2 projetos em flash pois estou aprimorando esses conhecimentos e agora não tenho mais medo de flash. Apesar de estar gostando dos meus projetos, percebi que a nationwide nao é o q eu quero pra mim. Nem Siemens e nem ANP. Pode até parecer estranho, mas o trabalho que chegou mais perto do meu ideal foi a Metatron pq tinhamos sempre projetos novos, sempre novos desafios, estavamos sempre criando e envolvidos em coisas novas. Íamos pra clientes, criávamos sempre, fiquei um tempo na globo. Foi o trabalho que mais gostei. Outro trabalho que amei foi o do curso abril, mas foi so por um mês.

O que eu quero para o meu futuro?

Eu quero aproveitar essa fase da minha vida pra me focar e evoluir MUITO na minha carreira. E o filme Piratas do Caribe, acreditem ou não, me trouxe uma mega análise da minha carreira. Não sei porque esse filme em particular despertou tantos pensamentos, mas algo “clicou” dentro de mim e isso foi bem importante

Foi super legal assistir ao filme todo com comentários do Johnny Depp e do diretor. Fica claro que eles têm uma enorme paixão e se orgulham daquilo que fazem. Um comentário que ouvi do Johnny Depp foi “Do I get to do this for a living? Do I get paid for this? This is so much fun…”

A conclusão é que eu vou ser muito mais competente se trabalhar em algo que eu seja totalmente apaixonada. Pq aí vc se dedica sem esforço e tem as melhores idéias. Se vc vai pro trabalho todo dia achando aquilo mais ou menos vc nunca vai sair do mediocre.

Nationwide. Siemens. ANP. Em todos os meus últimos empregos eu não tinha paixão. Uma coisa é certa: Sou apaixonada pelo meu mestrado. Eu me dedico porque realmente quero e acabo tendo ótimos resultados.

Tenho certeza que seria feliz numa empresa criativa, com muitos projetos interessantes. Assim como tenho certeza que nao seria feliz em uma grande corporação, como foi o caso da ANP, Siemens e Nationwide. Todas são nomes de peso no meu currículo e me pagaram bem, mas em termos de realização profissional só foram legais no inicio.

Eu quero um lugar onde possa criar, inovar e fazer uma diferença. Pq em grandes corporacoes vc acaba sendo mais um do proletariado… Nem precisa me pagar uma fortuna q eu vou. Melhor do que ganhar o dobro na Nationwide, comprar carro, casa,computador, etc e tal e nao ser realizada profissionalmente. Pra mim realização profissional está acima de tudo. Eu não ligo tanto pra dinheiro ao ponto de por minha satisfacao profissional de lado.

Eu estava conversando sobre isso outro dia com o cara q trabalha comigo na Nationwide. Ele disse que em grandes corporações vc ganha mais, trabalha só de 8 as 5, tem segurança no emprego mas não faz um trabalho tão criativo. Em agências de design você ganha menos, trabalha mais (às vezes virando noite), não tem tanta seguranca, mas faz um trabalho super criativo e tem sempre novos desafios.

O que eu prefiro? Nem tenho dilema quanto a isso.

Alguém acha que vou ficar numa Nationwide da vida por causa de segurança de trabalho?! Segurança de trabalho se faz sendo bom profissional e competente.Assim nunca falta trabalho e nao é preciso ter medo.

Anúncios

Comentários»

1. gabi - julho 28, 2006

É isso aí, Mel! ha ha me amarei nas últimas duas frases!
Importantíssimo esse lance de satisfação profissional… de que adianta ganhar rios de dinheiro se o que vc faz não te satisfaz, neh msm? Tem que trabalhar em aklguma coisa que te dê prazer ” assim nunca falta trabalho e não é preciso ter medo” !

Adorei essa Mega análise que vc fez , viu? É bom isso né? rsrsrsrs
não que eu tenha ‘grandes’ motivos pra analisar a minha vida mas as vzs eu faço isso….
beijos

2. Lili - julho 28, 2006

Mel, o que dizer sobre você… Acho que dizer que só admiro é pouco. Beijos e depois eu volto para dizer o que as minhas irmãs acharam.
Lili.

3. Lili - julho 28, 2006

Oi Mel, bom dia !! Meu e-mail do hotmail está ruim. Eu já copiei aquela foto, mas se quizer me mandar outra, manda para esse endereço aqui lilian.silva@getronicspartners.com.br
Beijos,
Lili.

4. claudia beatriz - julho 28, 2006

Mel, li as suas Mega Analises e adorei, preencheu umas lacunas no que eu já sabia sobre você. Eu tambem preciso estar motivada pra produzir e descobri que nao quero mais ser programadora! Mas, vou levando a vida até estar pronta pro que eu quero realmente fazer! Acho que vc está no caminho certo.. e quem sabe você não vai trabalhar numa dessas empresas de criação de hollywood? Sonhar pode, né?

5. Renata Monteiro - julho 28, 2006

Mellllllll

Adorei sua análise e vc está certíssima!
Se não lutar pelos seus obejtivos ninguém irá fazê-lo por vc!
Parabéns pela garra e determinação.
Afinal, nós somos brasileiros e não desistimos nuncaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!! heheheh : D
Besus e good vibrations!

6. Fábio - julho 28, 2006

‘Segurança de trabalho se faz sendo bom profissional e competente’
disse tudo!
beijos
Fábio

7. Marucia - julho 28, 2006

Melissa! Não posso saber o que foi Siemens ou Nationwide para você, mas ANP, sim! Compartilho de seu sentimento lá. No início muita empolgação; viajava todos os dias quase 2 horas para chegar lá e mais 2 para voltar, com a maior satisfação. Em minha fase 2, acabei sendo literalmente “domada” pois não podia desempenhar o meu trabalho, pois feria a muitos trabalhar rápido e bem. Não deu mais para mim! Ganhava muito bem, mas não tinha o menor prazer em gastar o dinheiro. I quit! Então, é isso mesmo – alcance os seus sonhos porque eles são pura realidade!!!
Beijos

8. Pat - julho 29, 2006

Oi Melissa,
Que reflexão bacana!!!
Comento muito pouco aqui mas hoje não me contive e resolvi “falar”.
Parabéns pela sua história de vida até aqui e sei se continuar com essa vontade de vencer tudo vai dar certo pra você. Me identifiquei muito com a parte onde você fala sobre motivação. Acho que profissionais que trabalham com a criatividade (sou arquiteta) precisam MUITO de motivação.
Beijos,
Pat

9. Janaina - julho 31, 2006

Oi Mel,
Adorei a serie Mega Analise de Carreira. Voce disse tudo: e preciso ter paixao pelo que faz para se sentir realizado. Eu tb nao gostava de ser programadora e nao me arrependo de desistir dessa carreira. O bom, e que a gente pode sempre comecar tudo de novo. Basta acreditar nos nossos sonhos.
Parabens pela determinacao, coragem e por ser uma profissional muito talentosa!
Bjs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: