jump to navigation

Música eletrônica setembro 30, 2006

Posted by Melissa Quintanilha in textos.
trackback

Quem me conhece sabe da importância e magnitude que a música eletrônica tomou na minha vida. Eu sei que muita gente acha que música eletrônica não passa de um tuntz tuntz desenfreado para um monte de drogado dançar. Uma pena tanta gente ter essa concepção. Uma pena mesmo. Pois é um estilo musica tão variado, tão rico. Uma noite dançando música eletrônica recarrega minhas energias como nada no mundo. E um festival então? Nossa… é uma daquelas experiências que mudam a vida pra sempre. Sempre volto de um festival diferente de como entrei.

Bom, isso foi uma introdução para colocar aqui um texto do meu amigão de infância Christian. O Christian é super admirador e conhecedor de música eletrônica e escreveu no blog dele um texto maravilhoso que diz tudo que eu gostaria de dizer. O texto é longo, mas quem quiser abrir um pouco a cabeça, se livrar de preconceitos e entender um pouco mais o que a gente sente, aí está:

—————————————————————
Estava eu ontem conversando com uma amiga e mostrei a ela as fotos do Boom. “Que lindas as fotos, que lugar foda. É mais uma daquelas raves?”. Respondi “É sim, e puta que pariu, que rave, uma das maiores do mundo, foi foda demais!” ao que ela simplesmente replicou “Credo!”.

Credo.

Essa foi a palavra usada por ela ainda muitas vezes na conversa até que foi melhor mudar de assunto.

Já me acostumei a muito com essa repúdia que as pessoas tem com a musica eletrônica, e nem fico mais batendo boca. Hoje em dia o que sinto quando escuto essas coisas é pena. Tenho realmente pena de quem pensa assim. Me sinto um privilegiado pelo simples fato de ter nascido com os neurônios arranjados de tal maneira que a musica eletrônica entra no meu cérebro suavemente e me faz feliz.

A música eletrônica tem vantajens sobre as outras e vale muito a pena gostar. Como é bom poder começar a ouvir, ir na primeira festa, curtir aquele som e querer mais. Ai depois você vai na segunda, na terceira e na quarta você reconhece uma musica. Pronto, fudeu, você está fisgado. Reconheceu uma musica em meio aquele tum-tum-tum de maluco? Você já é fã de ME, prepare-se, pois um mundo de possibilidades vai se abrir pra você, cuidado pra não se deslumbrar demais.

A ME te mostra coisas. Mostra que existem muitas vertentes completamente diferentes e que até tem galeras, lugares e eventos específicos pra cada uma dessas vertentes. Quem não conhece e acha tudo a mesma merda não poderia estar mais enganado! É bom perceber isso. Quando você não gosta de algo dificilmente você vai perceber as diferenças e nuances. Pra maioria das pessoas, musica classica é tudo igual, violino pra la e pra ca não é? Mas não é. A ME destroi esse tipo de preconceito exatamente pelo fato de que todo mundo acha que tum-tum-tum é tudo igual e sabemos muito bem que não é nada disso. Lógico que você pode escolher tirar esse conhecimento da ME ou não, pode continuar detestando Axé e falando que é tudo igual, a ME só mostra as coisas pra você.

Como é bom gostar de uma musica que é a cara do futuro e que está apenas começando. Que possui uma quantidade de artistas e produções tão gigante que é impossível acompanhar. Como é bom saber que sempre vai ter novidade por aí. Sim, os outros tipos de musica possuem quantidades massivas de artistas/faixas, mas por exemplo, na musica classica, você só vai ouvir em CD e de vez em nunca ir a uma sinfonia, mas nunca vai ver o Mozart e nem o Beethoven regendo. Nada contra gostar de coisa antiga, rock antigo é o que há, adoro varios já falecidos. Mas convenhamos, não é foda adorar um som e ter a oportunidade de ver o autor daquele som se apresentando e tocando a musica ao vivo? Não só um, mas dois, três, quatro na mesma noite! Isso a ME vai te proporcionar, por que ela é enorme e cresce a passos de gigante.

Como é bom quebrar seus proprios preconceitos. Começar ouvindo fullon, depois passar pro progressivo, progressive house, eletro-house, house, techno, etc, etc (mas continuar gostando de tudo e vez por outra tacar aquele fullonzão velho que te fez se apaixonar pelo estilo a um tempão atrás). Eu costumava dizer que odiava house, que era musica de boiola. Que coisa feia a se dizer, primeiro por que é preconceituoso contra os gays e segundo por que é uma ignorancia completa dizer que um tipo de musica feito para um tipo de pessoas é automaticamente ruim. Estou passando a curtir house cada vez mais e entender por que é um dos estilos de ME que mais bomba no mundo todo. Ter toda essa gama de diferentes estilos na sua carteira de preferencias só traz vantagens. Mas bitolação pode acontecer com qualquer gosto, de comida, roupa, até artes. ME não é remédio milagreiro, mas que é porreta, ah isso é.

Com música eletrônica você pode dançar despreocupado. É disparado o tipo de música que te dá mais liberdade pra dançar do jeito que você quer, com a roupa que você quer, aonde você quiser. Ninguém julga se você está dançando esquisito ou se está simplesmente parado no dancefloor viajando no som.

Que outro estilo musical te arrasta pra locais isolados e lindos? Que outro tipo de musica você curte num festival na praia, no cerrado, em montanhas com visuais e cenários de tirar o fôlego? Trance psicodélico pede isso, e essa associação é uma benção, além de saudável. Muito melhor do que curtir seu estilo preferido em uma boate fechada cheia de gente fumando ou em uma sala tão chique que você tem até medo de esbarrar em algo e quebrar.

A troca de sorrisos. As pessoas estão na pista de dança dançando e querendo trocar energia com todo mundo, você olha para os lados e reconhece em cada sorriso que aquela pessoa está gostando de ver você dançar, reconhece em um rosto de olhos fechados que a pessoa está viajando muito com o som, esse tipo de energia não tem em lugar nenhum. Ok, se quiser, ache que isso tudo está relacionado ao uso de drogas, que como está todo mundo doidão, naturalmente estão sorrindo. Vou dizer uma coisa, drogas não fabricam sorrisos, drogas extravasam emoções, se você for um cuzão careta, vai ser um cuzão drogado.

E as festas? E os festivais? Tem coisa melhor? Já fui viciado em hardrock, em hiphop, em rock progressivo, em instrumental, musica celta, blues, jazz, em rock antigo, etc. Ja fui a muuuuitos shows de mutios dos meus idolos. Que experiencia fantastica foram todos eles (especialmente os workshops dos meus idolos da gaita) mas eu nao consigo compara-los a festivais e as festas fodonas que ja fui. Festival é o clímax dos fãs de trance psicodélico, é como um sonho a se alcançar, um sonho possível, e quando você vai, vê que não exageiro o que tanto falam, é realmente mágico e transformador. Por isso que sinto pena dos meus amigos que falam “credo”. Nunca vão chegar perto de entender o que sentimos quando estamos no dancefloor de um festival, ou descansando em um chillout. Acham que somos todos malucos de ficar cinco dias acampado em lugar onde toca a mesma musica o tempo todo.

É, devemos ser meio malucos mesmo, ainda bem. Se os festivais fossem cheios de gente normal ia ser um saco!

Anúncios

Comentários»

1. Lili - setembro 30, 2006

Oi Mel saudades de voce, tudo bem ?
Estou de férias, mas a vontade de estar na net todo dia é enorme..
Como você está ? Eu estou bem. A viagem de Parati esta mais do que confirmada, pode deixar que mando fotos assim que revelar.
Mel, vc tem MSN ? Estou pergutando pq as meninas (minhas irmãs) agora são meninas informatizadas e querem conversar com vc. Bem, quando puder mande a resposta para esse endereço de e-mail:
anjinharebelde157@hotmail.com

OBS: vai sem o meu endereço de blog.
Bjs,
Lili.

2. bellinha - outubro 2, 2006

uuuhhhh…poperon correndo na veia! eu sou doidona entao…bjao

3. Rodrigo - janeiro 19, 2007

bom eu não entendo mto de musica eletronica…
eu gostaria de aprender mais…

4. Camila Gabriela - fevereiro 6, 2007

Oi!! Eu adorei muitoo msm o q vc escreveu, vc se expresou muitoo bem.
Eu concordo plenamente com cada palavrinha dessa, eu tbm já parei a muito tempo msm, de explicar as pessoas isso, pq além de perder meu tempo, elas vão esquecer um dia.
mas eu acho q isso td acontece por causa das reportagens senssacionalistas q passam na tv, as pessoas veem e ficam assuatadas de uam certa forma, mas fazer o q tbm ne.
Bjos!

5. Marcos - março 4, 2007

Kra, muito bom, gostei! bom, apesar de eu gostar muito de musica eletronica, ainda não sei dançar direito, vc tem alguma coisa ai que possa me ajudar? Valeu….t+!

6. Dalvan - março 6, 2007

Bah veiw t tem algum video ou alguma outra coisa q ensina a dança musik eletronik???????

7. Wallan Firmo. - maio 27, 2007

Muito bom seu texto sobre musica eletronica, trance, etc.
Além disso veio num otimo momento para mim, pois tenho varios amigos que dizem a mesma coisa, “credo”.

Acham que é loucura ficar 2 dias ou mais em uma festa maravilhosa como as festa de trance.

Dizem q eh a mesma coisa.Eletro, Prog, Fullon, Dark…Faz menos de 1 ano que curto raves e é péssimo quando vc comenta sobre alguma rave q foi e perguntam “vc tama Balinha??” .

Até hoje eu descutia, tentava explicar o sentido, a vibe…Mas depois de ler isso entendi que não adianta. Enquanto não experimentarem uma festa, festival ou uma pvt, ficar descutindo nao leva a NADA!

Abraços Wallan Firmo.

8. Interessadao - julho 30, 2007

cara adorei o texto; me explica a diferença entre os seguimentos da eletronica e se tiver algum video ou video aula ou ate mesmo souber de algum site q ensine alguns movimentos legais para dançar me passa o endereço. as vzs qdo to dançando acho q fico mto doido com o som e penso estar sendo ridiculo (fico doido por causa do som, n uso drogas).vlw

9. Maiara - agosto 6, 2007

esse texto esta muito bom
pode ate ser que lendo isso pessoas quebrem o preconceito, muitos dos meus parentes acham que rave é coisa de drogado.Por isso eu vou escondida pra depois não ter que está ouvindo bla bla blano pé do ouvido!!!
eu sou muito fan de musica eletrônica.
Leio sempre sobre os estilos tento saber a diferença de todos eles pq como vc disse não é só tuntz tuntz!!!!
O que eu acho mais incrível é a variedade de estilos que a musica eletrônica possui.

10. TeixeiráH'z - outubro 12, 2007

Poha, musica eletroni é tudo xou, pow i essa parada eo axo tamb a msm coisa , soh pq vou em ravers i em boates, as pessoas ficam pensando que eu uso drogas, pow nada a ver cara, é essa parada qi o cara disse ai pow os cuzao usa droga enquanto os bons, fazem a festa e curte o som que for, senso ME vale até injeçao na testa véio…
i pow gostei do comentario, foda msm….
se kiserem add, no msn tah ai …

by TeixeiráH’z

11. WELLINGTOM - outubro 15, 2007

vlw…….. cem……. Comentários»…..muito bom….. GOOD VIBE…

12. •w i l l - outubro 16, 2007

Chocante. (Y)
Texto de deixar de boca aberta.
após ler o texto, veio aquela vontade de Dançar. *-*
e pra quem nunca ouviu musica eletronica,
e tem algum tipo de preconceito a ela,
deve os deixar com AGUA NA BOCA! ;D

realmente, MUITO BOM!

13. juliana - novembro 27, 2007

quero saber de música eletronica

14. MoRNha - janeiro 4, 2008

eu simplismente adoroooooooooooooooo !
AMO DEMIAS =)

15. Eveton - março 14, 2008

oi td bom??

eu passei a curtir musika eletronika a poko tempo…

+ jah foi o suficiente pra mim saber o qnto é bom….

Só q assim: eu gostaria de saber tds os tipos(estilos) de musika eletronika, e um site onde especifica td sobre qual tipo(estilo)…

E tipo assim musika eletronika é td d bom…

Eu viaju qndo eu ouço….

awe vlw por td…

Abraços 🙂

16. larissa - outubro 13, 2008

meu adoroOOOOO dança eletronica ate q vou entra ni uma escola de dança eletronica…

beijam

17. alcis - setembro 28, 2009

meu curti esse comentario ate porque eu era uma dessas pessoa

que falavam credo ate pouquissimo tempo atras e agora nao

consigo para mais de ouvir musica eletronica adoroOoo!!! vlw

beijuuuus


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: