jump to navigation

If you love somebody set them free outubro 2, 2006

Posted by Melissa Quintanilha in amigos & familia.
trackback

Queridos amigos,

Hoje minha querida avó Zilda faleceu. Foi uma surpresa para todos pois ela não estava doente, nem hospitalizada. Estava bem, fazendo sua hidroginástica semanal, indo todo domingo à Ipanema, caminhando na praia, indo a shopping, almoçando em restaurantes. Hoje ela só não foi para a casa dos meus pais pois era dia de eleições. Minha mãe ligou pra ela e ela estava muito bem e feliz.

Hoje, por volta de 5 tarde, eu fiquei triste sem motivo. Um pouco agoniada, sem saber bem porque. Depois fui descobrir que, às 5 da tarde, ela comentou com a Claudete, que morava com ela, que não estava se sentindo bem. Deitou e se foi. Assim. Na maior paz. Não teve doença, não foi pra UTI, não ficou respirando por intermédio de aparelhos. Ela tinha muito medo de ficar gagá, perder a lucidez quando ficasse muito velha. E até os 85 anos ela viveu muito bem. Era uma pessoa muito ativa. Quando meu avô se foi em 1993 ela ficou muito mal. Muito mesmo. Parecia que o mundo não fazia mais sentido pra ela. Mas ela deu a volta por cima e viu que preferia mesmo viver. Até trabalhou um tempo na biblioteca perto da sua casa. Ia na feira e fazia hidroginástica.

Ela adorava saber da minha vida e falava que eu era o “geniozinho” da família. Ela sempre teve um orgulho enorme de mim e eu ficava tão feliz em vê-la feliz. Estou tão feliz agora pois em março, por via das circunstâncias, eu pude ir ao Rio exatamente no dia do seu aniversário de 85 anos. E fomos almoçar fora pra comemorar. Estou feliz que meus pais vieram aqui, filmaram minha casa e minha vida e ela pode participar disso também. Até a foto da minha nova cadeira ela viu. A foto do budinha no fotolog. Ela adorava sentar no computador do meu pai e ficar lendo meu blog, vendo minhas fotos.

Olha. Eu chorei muito. Estou chorando e ainda vou chorar mais. Mas isso não significa que eu queira que ela volte. Chegou o seu momento de ir. E como eu a amo tanto, quero mesmo que ela vá. Não vou contrariar as leis da natureza. E vou mentalizar muitas energias positivas para que ela se vá sem nenhum sofrimento, que se desprenda logo e continue sua jornada. Só porque ela morreu, isso não quer dizer que estará longe de mim. Muito pelo contrário. Acho que a força do pensamento é tão grande que eu posso continuar em contato com ela pro resto da vida, e até depois. Quero fazer ainda com que ela sinta muito orgulho da neta gringa. Pq a neta gringa ainda vai conquistar muita coisa pois tem muita perseverança e força de vontade.

Claro que estou triste, mas não estou inconformada. Acho que a cada vez eu aprendo melhor a lidar com os acontecimentos. Fiquei feliz que ela partiu sem sofrimento, tão em paz, na sua própria casa. Quer coisa melhor?

Vovó Zilda, como eu te amo tanto, eu te deixo livre para ir. Espero que você encontre uma paz infinita.

vovi.jpg
Comemoracao do seu aniversario de 85 anos, 17 de marco/2006

Anúncios

Comentários»

1. bellinha - outubro 2, 2006

sei muito bem que eh isso mel..mas eh aquela velha frase: ela esta melhor que a gente.
amo vc

2. Ana Beatriz - outubro 2, 2006

Meus sentimentos pela sua perda!
Nao e facil, mas a gente aprende a conviver com isto!
Um abraçao

3. Gabi - outubro 2, 2006

Puxa, Mel, sinto muito.
Qndo o meu avô Albano foi embora eu tb fiquei mto triste. Infelizmente eu demorei mais tempo q vc pra ter a consciencia de q devemos deixar as pessoas livres pra partir em paz. Foi bem dificil pra mim.
Fico feliz por ela ter ido bem, em paz, sem sofrimento.
Queria poder te dar um abraço apertado, mas como alguns meses nos separam, eu te mando muitos beijos e, como sempre, vibrações positivas!
Te amo muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito!

4. Fábio - outubro 2, 2006

a vida é fluidez e impermanência. busque-a na natureza, pois ela não se foi. e continue sendo a geniozinha, ela ficará feliz em ver o seu progresso.
muitos beijos

5. Catita - outubro 2, 2006

Puxa Mel, eu sinto muito mesmo. Eu perdi a minha 2 anos atras e sei como e a dor… agora so resta saudade.
Beijokas e estou orando por ti

6. Joana - outubro 2, 2006

Mel,
nao consigo nem imaginar como vc esteja se sentindo..
tenho duas avos que sao TUDO na minha vida…
e toda vez que uma delas ameaca ficar doente, eu saio daonde eu estver pra ficar junto…
Sei que um dia elas tambem irao partir…
e desejo, que seja como a sua…
com toda a paz que elas merecem!
Muita luz pra vc!
Beijos
Jo

7. Claudia Beatriz - outubro 2, 2006

Mel,

dói né? E é difícil… mas é isso mesmo. Deixa ela descansar em paz e ela vai estar sempre por perto. Acredite!

8. Thelma - outubro 2, 2006

Mel,
o meu vozinho tb se foi este ano… E dificil, doi, e principalmente me deixou muito triste por nao estar la pra abracar minha mae e minha tia! Sei muito bem o que estais passando mas como tu mesma disse, deixaste ela ir e tenho certeza que ela esta do teu lado, olhando por ti!
Forca!

9. Renata - outubro 3, 2006

Melissa Mel,

Existe uma oração de Sto Agostinho que diz justamente que:

“A morte não é nada. As pessoas apenas passam para o outro lado do caminho e continuam sempre presentes, passando, a partir de então, a viver no mundo do criador. Não utilizem um tom solene ou triste, apesar de difícil, continuem sorrindo pois os que se foram estarão sempre presentes. Rezem, sorriam, pensem em coisas boas e alegres.Siga em frente, a vida continua linda e bela como sempre foi, eu apenas estou do outro lado do caminho…….”

É isso amiga….ela estará sempre do seu lado e vc sentirá isso!
Mt paz e luz para vc e sua família!
Namastê, paz e bem.
bjão friend

10. Janaina - outubro 3, 2006

Oi Mel,
Eu chorei lendo seu post. Sei o quanto esta sendo dificil para voce, por estar longe da familia neste momento. Eu tb passei por isso logo que cheguei aqui.
O importante e saber que sua avo teve uma vida feliz e morreu da maneira mais bonita que uma pessoa poderia ir deste mundo: com paz, num sono tranquilo.
Muita forca para voce e se precisar de alguma coisa me avise.
Bjs

11. camila - outubro 3, 2006

Mel, sinto muito. O importante e que ela aproveitava a vida, e foi em paz. Eu tambem tinha (ainda tenho) uma conexao muito forte com a minha avo…
Energias positivas daqui.

12. Catita - outubro 4, 2006

vc esta melhorzinha?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: