jump to navigation

Fim de semana eletrônico outubro 7, 2006

Posted by Melissa Quintanilha in comida, diversao & arte.
trackback

Ainda é sábado de manhã e meu fim de semana já foi maravilhoso. Começou na 5a a noite onde fomos ao Skye Bar ver Paul Oakenfold. Antes deles tocaram outros DJs. Todos ótimos. Dançamos non-stop de 10 da noite às 2:30 da manhã. O Oakenfold bombou seriamente. O pessoal estava na maior animação. Tinham umas pessoas meio esquisitas insistindo em dançar em trenzinho mas a maioria tava ali curtindo mesmo. Apesar de ter me divertido horrores eu percebi que hoje em dia trance não é o estilo que mais gosto. Curto mais um house ou eletro.

Na 6a pude me dar ao luxo de acordar as 11 da manhã. Fiquei desenhando mais algumas logos para o studio de yoga. (Até agora não saiu algo 100% satisfatório mas já estou mais próxima de terminar). Fui almoçar com a Thania no El Arepazo, preparei mousse de maracujá para o aniversário do Iuri à noite. Trabalhei um pouquinho nos projetos de faculdade e às 7 fui pra casa do Iuri. Ele mora com o Peter Megert, um professor do departamento. A casa dele é demais. Bem casa de designer mesmo. Adorei! Sem falar que ele e a esposa são uns fofos, daqueles que sempre dão um abraço apertado. Eles são suiços, odeiam os alemães e amam os brasileiros.

De lá fomos pro Carlile. Hoje os meus Djs preferidos iam tocar novamente: David Farlow & Nino Anthony. O som dos caras é incrível. Eu não parei de dançar um segundo. Eu, Rô e Zé não saímos da pista. Éramos os únicos na pista constantemente além de uns gatos pingados q iam e vinham. Esses DJs devem nos amar 😉 Ontem eu me “apresentei” oficialmente a eles. Já os tinha visto tocar num festival em julho e há 2 semanas atrás, por coincidência, no Carlile também. Depois disso enviei uma mensagem via myspace elogiando o trabalho dos caras e etc. O Nino além de mega simpático e ter mó energia legal ainda é super gatinho. Totalmente meu tipo. Tem uma mega tattoo, mó animado, “spin” como ninguém, não para de sorrir. Affffff. Como disse a Claudia, ele é um dos americanos excessão.

Mas como eu só dou azar neste quesito, no final da noite tem sempre um mala querendo falar comigo. Ontem encontrei um indiano pela-saco total daqueles que você dá as costas e a pessoa não se toca que você não quer falar com ela. Ele veio falar comigo bem nos minutos finais de som. Dá próxima vez eu vou pra lá com uma camisa escrita “Do not disturb, I’m dancing”, pra ver se tira esses malas do meu caminho.

Anúncios

Comentários»

1. camila - outubro 8, 2006

Adorei a ideia da camiseta… Acho que vc devia mandar fazer uma…
Beijos e bom fim de fim-de-semana! 🙂

2. Gabi - outubro 9, 2006

Dançou até se acabar, hein?! Isso aí!!!
Adorei a camiseta tb, hehehehehe

3. Catita - outubro 9, 2006

eu tive que trabalhar tanto nessa semana e no final de semana… afff


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: