jump to navigation

pobre, pobre, pobre, de marré de si novembro 17, 2006

Posted by Melissa Quintanilha in mestrado.
trackback

Ok galerinha, veredito final do renascimento: 110 palitos!!! É, minha gente. Eu estou ficando cada dia mais pobre por conta desta ameba. Mas sabe que me deu um alívio saber que ela vai ficar perfeitinha e que os caras vão poder me entregar cortada no início da semana que vem? Só esse alívio não tem preço. Tenho tantas outras coisas ainda para me preocupar que não queria estar me preocupando tanto com correções estéticas nesse momento. O cara da loja de plástico ainda não conseguiu abrir o arquivo com o formato da ameba, então amanhã vou ligar pra la novamente para ver que tipo de formato eu posso mandar para que ele possa ver. E acabei resolvendo continuar com acrílico quando o cara da loja me disse que policarbonato não cola tão bem quanto acrílico e que ele não recomendava misturar materiais. Como a caixa que vai ficar atrás da ameba é de acrílico (pois vou aproveitar a atual), resolvi então continuar com o acrílico translúcido. Refiz o design da ameba ontem. Não mudou muita coisa mas dei uma reforçada nos braços para que ela não fique frágil em lugar nenhum já que só será presa pelo centro.

Hoje também cortei cubinhos de acrílico que vão servir como espaçadores entre a ameba e a caixa de trás que terá os circuitos todos. À noite tentei fazer o novo circuitinho que meu pai mandou que faz interromper o loop de som imediatamente e nada funcionou. Nem começou a tocar. Em último caso, continuamos do jeito que estava, o loop indo até o fim e só depois parando.

E estou setando objetivos para os próximos dias. Amanhã à noite receberei os novos sons do Nino e quero no sábado já gravar todas as placas de som e começar a conectar a fiação. Quero terminar esse fim de semana com a parte eletrônica funcionando.

No início da semana que vem irei cortar a caixa da ameba atual, comprar as porcas e parafusos para conectar os circuitos na caixa e a caixa nos cubinhos que por sua vez estão conectados na ameba. Parece coisa demais (e é) mas se eu vou fazendo um passinho de cada vez, vou vencendo uma batalha por vez. Eu queria já ter os sons amanhã para poder ir adiantando isso mas acho que vou ficar pesquisando umas imagens que ficarão transparentes atrás da ameba e também quero fazer esse novo circuitinho funcionar. Ai ai, queria papai aqui pra me ajudar com tudo ao vivo e à cores.

E se ameba não fosse o bastante, eu hoje tive uma outra ideia. Pensei em fazer 2 posters para ficarem ao lado da amebeats nos 2 dias da exposição. Assim as pessoas poderão ler um pouco sobre a motivação deste projeto, o que é, como foi feito e qual foi a equipe mobilizada para ajudar. Acho que vai ser legal. E isso é algo que posso fazer de Chicago e mandar imprimir com meus posters da aula de identidade visual. Pensei em fazer 2 posters. O primeiro só terá um foto legal de uma parte da ameba iluminada em azul com alguma caixinha. Um detalhe da forma total. Isso no fundo preto. E somente a frase “say hello to amebeats”. No poster ao lado eu falarei sobre o que é o projeto, tecnologias utilizadas e os famosos acknowledgements para agradecer a ajuda das pessoas maravilhosas que estão participando deste projeto.

Demorô para abalar!
Esse fim de semana vou ter que BOMBAR nesse projeto! 6a eu retenho energia no eletrohouse e depois descarrego tudo na ameba.

Anúncios

Comentários»

1. Leonardo - novembro 17, 2006

Nossa, com tanta energia assim, cuidado prá não dar um curto na bichinha!! 😀

Mas é isto aí, Mel, você está no caminho certo. Um problema de cada vez, sendo resolvido de forma diligente e organizada. Só fico triste em saber que não vou poder brincar com sua criatura… 😦

Grande beijo e continue firme!!

PS.: A idéia do “say hello to amebeats” é ótima!!!

2. catitausa - novembro 17, 2006

Menina, pobre nada.. vc ta ficando rica de conhecimento
Catita

3. camila - novembro 17, 2006

Adorei a ideia dos posters!
Sera que rola uma “vaquinha amebeats?”
bom finde!

4. Marta - novembro 18, 2006

Gastar-se dinheiro sim e muito! Mas é investimento.

Quanto ao policarbonato, segundo à minha experiência cola muito bem, com cola quente, porém se acrílico é melhor para colar, isso nao sei dizer. Uma porcaria, para cortar e colar é o plexiglás. Agora, nao pense mais nisso! Você conseguiu solucionar bem o seu projeto. Concordo com o cara, misturar material nao é bom. E esteticamente é melhor, um único material.

Lendo um post seu do arquivo, vi que você tem um Mac. Pode um criativo nao ter um? Você tem o iChat, instalado? (chat, vídeo conferência), assim quando você quiser entrar em contato, comigo, para agente trocar idéias é muito mais pratico e rápido, que o e-mail.

Concordo com Leo, também amei à frase “say hello to amebeats” e os dois posters.
Bom fim de semana e inicio à mil!
Um abraço,
Marta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: