jump to navigation

Call 911 abril 23, 2007

Posted by Melissa Quintanilha in viver nos EUA.
trackback

Pois é, galera. Agora posso botar mais isso na minha listinha-de-coisas-que-já-fiz-na-vida.

Sábado saímos para dançar e depois a Rô veio dormir aqui, como de costume. Deitamos lá pras 3:30 da manhã e por volta de 4 ouvimos alguém batendo na porta. A gente acordou no susto, nos olhamos com uma cara de ponto de interrogação e ficamos ali, apreensivas e pensando quem poderia ser. Pensamos se seria algum dos nossos amigos, mas se alguém tivesse esquecido algo teria telefonado. Agora estávamos ouvindo a pessoa mexendo na maçaneta. Começamos a ficar com medo… Depois tocou a campainha. Eu tava até com medo de ir lá ver pois realmente não estava esperando ninguém na minha casa às 4 da manhã. Olhei no olho mágico e não vi ninguém. “Já foi embora”, pensei. Mas eu e Rô ficamos esperando, até apagar as luzes pra dormir de novo.

A pessoa tocou a campainha de novo. E bateu na porta. E mexeu na maçaneta. Nesse momento a gente já tava com muito medo. Fomos pro meu quarto. A pessoa continuava tocando a campainha. Eu pensava “Poxa, nesses momentos é que eu deveria ligar pro 911, não?”. Na mesma hora a Rô falou “Acho melhor ligarmos pro 911”. Liguei logo. Tive que ficar explicando um monte de coisa, dar meu telefone, endereço… Se eu tivesse realmente em perigo não sei como seria esse processo. Sei que ficamos ali no quarto mais uns 15 minutos, tremendo de medo. A tal pessoa na porta e a gente sem saber quem era. Nisso já tinhamos ligado pro Zé e pro Paulo, meu vizinho. Pedi pro Paulo vir até aqui. Mas nesse meio tempo a Rô ouviu uma voz lá fora e pelo olho mágico da porta conseguiu ver um policial. Agora sim, abrimos a porta. E tinha um cara parecendo bêbado, pedindo desculpas e tal. Nós falamos que não era nosso conhecido e o policial disse para a gente não se preocupar pois ele estava bêbado e não sabia o que estava fazendo.

Afff! Mas que medo a gente passou… As duas em casa. Sozinhas. Alguém na porta. Eu tremendo de medo. Senti um medo como há tempos não sentia. Ainda mais depois do incidente da Virginia q deixou a gente pensando na quantidade de gente doida que tem por aí.

Eu só peço proteção à Deus pq esse meu prédio aqui não tem tanta segurança. Qualquer um pode chegar até a minha porta. Eu moro sozinha, então sabe como é… Eu procuro nem pensar nisso e confiar que tenho minha proteção. Amém! Saravá! affff

Anúncios

Comentários»

1. Claudia Beatriz - abril 23, 2007

Ai Mel, que sinistro hein? Mas dá medo mesmo… imagina que uma amiga minha daqui de DC estava me contando a historia na semana passada, que ela errou de andar, tentou abrir a porta do outro apto, bateu na porta, tocou a campainha e ainda perguntou pra mulher com cara de sono: o que vc está fazendo na minha casa? A mulher ficou puta, disse que ia chamar a policia, até minha amiga, bebada, descobrir que estava no apto errado.

2. Anathalia - abril 23, 2007

Nossa, que susto!
Saravá mesmo! rs
Beijinhos.

3. Va - abril 23, 2007

Que susto, Mel!
Fez bem em ligar para 911, melhor pecar pelo excesso, nao acha?`

Aii
Se cuida ai, viu?

beijos!

4. renata - abril 23, 2007

Credo miga! Só de ler sua estória me deu um frio na barriga!

Já passei por um susto desses só que o meu foi um ladráo mesmo e graças a minha mãe e meu dog, in memorian ( hehehe), nada de ruim aconteceu! afffff

nem te conto a atuação da polícia brasileira….affffff vergonhosa!

Ainda bem que era um bebum idiota! Bêbado só faz M…. né! hehehehe

Eu acho que, para não bater nele, jogaria um balde de água gelada na cabeça dele, além de xingar ele tbém…….heheh

Se cuida friend e fica com Deus!

5. Fábio - abril 23, 2007

mel
vale investir em um spray de pimenta
no mais, treinar uns golpes de capoeira
😉
bezos

6. catitausa - abril 25, 2007

putz… que susto

7. Leiloca - abril 27, 2007

amiiiiiiiiga
nossa, outro dia passei por algo parecido!! moro em um condominio de 4 casinhas, uma vizinha de porta é uma amiga. eu tava chegando em casa nao eram nem 9 da noite e enquanto eu abria o cadeado vi um cara todo suspeito na porta da minha amiga, eu dei um grito OOO TA FAZENDO O QUE AI??? o carinha imediatamente pulou o muro do lado da casa e saiu correndo pelo meio do mato! nunca imaginei isso aqui em paraty, a minha casa estava aberta!! sempre deixava aberta. agora depois dessa deu medo e uma tristeza de imaginar que paraty pode tomar esse rumo horrivel. o importante é que nao acontece nada, nem no seu caso nem no meu, mas fica o susto pra gente ficar ligada, morar sozinha nao é mole nao!!! beijuu


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: