jump to navigation

Dever cumprido fevereiro 5, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in mestrado.
trackback

Pronto. Está entregue a versão final do paper pra Itália. Passei o fim-de-semana pesquisando mais coisas, hoje tive reunião com 2 professores, modifiquei mais algumas coisas, refiz uns diagramas e o paper ta enviado. Também já deixei a minha application pro grant da viagem com o chefe do departamento de design e amanhã dou entrada no college of the arts. E amanhã faço logo a inscrição na conferência. Sensação de etapa cumprida.

E agora tenho 2 meses até o congresso. Dois meses que serão muito intensos pra mim. Estou cansada mas muito energizada com essa oportunidade. Então eu vou continuar na minha batalha, trabalhando diariamente no protótipo, para poder chegar no congresso com alguma coisa já feita e testada.

Fazer um mestrado é muito, mas muito pior, que ter um emprego full-time. Pior no sentido de que se trabalha muito mais. Eu passo o dia inteiro na faculdade trabalhando, pesquisando, estudando, indo a aulas ou reuniões. Chego em casa lá pras 8 da noite, continuo trabalhando até meia-noite e vou dormir. É raro chegar em casa e ficar relaxando como as pessoas normais. Normalmente chego e trabalho mais. No fim-de-semana também é a mesma coisa. Eu lembro de um dia que fui fotografar um professor para uma matéria na revista onde trabalhava e ele estava marcando uma reunião com um aluno para sábado. Aí eu perguntei “Mas você trabalha também no sábado?”. E ele me disse “Se você estivesse buscando a cura do câncer, descansaria no sábado?”

Aquilo ficou na minha cabeça até hoje… Eu gosto de ver pessoas que amam o que fazem e não medem esforços. A vida é muito curta para se fazer as coisas mais ou menos. Ou faz bem feito, ou não faz. Claro que você não precisa ser um workaholic a vida inteira. Mas eu acho que tem certos momentos da vida que requerem mais de você.

Eu poderia ter feito um site ou um CD-ROM como projeto de mestrado, mas resolvi testar meus limites, mergulhar numa área desconhecida, aprender coisas novas. Tá sendo um mega desafio, tô penando pra caramba, cansada pra caramba. Mas eu vou dar o meu melhor. Sair dessa com a sensação de que fiz o melhor que podia.

E a vida pós-faculdade? Depois eu penso nisso… Agora tô sem tempo pra nada mesmo.

Anúncios

Comentários»

1. Gabriel - fevereiro 6, 2008

Oi! Acompanho seu blog há algum tempo (o único blog pessoal que leio com freqüência). Acho que isso se deve a forma positiva de você se comunicar, sempre com novidades, e principalmente pela afinidade que eu tenho com as suas dificuldades enfrentadas no mestrado. Defendi agora em dezembro no Brasil e também foi em uma área desconhecida por mim antes do ingresso no curso. Ainda bem que deu tudo certo! Com você será igual, tenha certeza. Vida após faculdade? Tô começando a pensar nisso agora…

Abraços de um leitor tupiniquim!

2. Paula - fevereiro 7, 2008

Pois é, Melissa, fazer mestrado não é mole, não! 😀 eu acredito que não é algo para todo mundo ou para se fazer em qualquer tempo – sem querer desmerecer ninguem – deixo claro 🙂 – mas é preciso ter um perfil mesmo para a “coisa” pois exige muita dedicação, muito esforço, muito tempo, muita disposição, muita energia fisica e mental, muito de tudo. E tem gente que não tem paciencia e dependendo do momento que a pessoa se encontra na vida não dá mesmo para encarar. Mas tb acredito que depois que passa um curso assim, se torna mais confiante, critico, experiente. É enriquecedor!!

3. Paula - fevereiro 7, 2008

ahhhh e acrescentando – tem gente que ainda pergunta: mas vc “SÓ” (!!!) estuda? Como se fazer um mestrado fosse “SÓ” isso – é como vc falou muitas vezes é mais trabalho que um trabalho digamos mais convencional! hehehhe. eu acho é graça! eles nem imaginam a maratona de leitura, pesquisa e escrita que enfrentamos todo dia 🙂


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: