jump to navigation

All I need (radiohead) maio 28, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
1 comment so far

O fim da novela Nortel maio 23, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in profissao.
4 comments

Está acabada a novela. Tudo começou muito bem. O cara da Nortel viu meu poster no congresso da Italia, ficou super interessado, já mandou logo um e-mail pro pessoal da equipe de pesquisa, me chamou para uma outra conversa e depois marcou uma entrevista por telefone com o pessoal de Ottawa. Parecia ser o trabalho dos meus sonhos: fazer protótipos de produtos e serviços do futuro. Troquei vários e-mails com a mulher que seria minha chefe. No dia 30/abril ela me mandou um e-mail dizendo que estava preparando uma oferta pra emprego full time começando em Julho. Depois disso: silêncio… Mandei um e-mail perguntando o status e nenhuma resposta.

No meio tempo fui na Microsoft fazer entrevista. Como estava animada com a Nortel, fui pra lá sem grandes expectativas, “só para aprender” — eu dizia.

Durante esses 23 dias de silêncio da Nortel, pesquisando na internet eu só encontrava matérias que diziam que eles não tinham foco, que tinham demitido milhares de pessoas e perdido mais de 700 milhões de dólares em 2007. Alguns outros artigos diziam que estavam se reestruturando. Nisso eu já me desempolguei com a Nortel. Mesmo que me fizessem uma oferta agora eu já estava desacreditada.

E hoje o silêncio é quebrado com o seguinte e-mail:

Hi Melissa,

I apologize for the delay in getting back to you. Due to a hiring freeze we are unable to extend an offer of employment at this time.

Thank you for your time. We wish you all the best in your future endeavours.

E eu mandei o seguinte e-mail de volta:

I understand that hiring freezes do happen and I am OK with that.

However, I am very disappointed with the lack of respect and professionalism that Nortel had with me. I was always very timely in responding and providing information in our conversations and I was expecting the same treatment from Nortel.

I treat prospective employers with respect and I expect to be treated the same way. I would have appreciated receiving a status update, even if it was “We are unsure if we will be able to extend you an offer or not”. Waiting more than 20 days in silence was disrespectful as you know that I am also interviewing with other companies and they also appreciate my timely response.

Achei uma falta de respeito tremenda. Me deixar assim no silêncio por mais de 20 dias. Minha vida um turbilhão pois eu estava terminando o mestrado e ainda entrevistando com outras empresas. Mas… Deus escreve certo por linhas tortas. Imagina se eu tivesse dito não pra Microsoft (uma das gigantes de tecnologia), fosse pra Nortel e depois de alguns meses eles vissem que não tinham mais como me pagar?

Deus é pai, minha gente!
Tudo acontece por um motivo!

Eu estou aliviada agora. O emprego dos meus sonhos vai surgir. Mais cedo ou mais tarde. É só ficar atenta aos sinais.

“Congratulations Master Quintanilha” maio 23, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in mestrado.
6 comments

Acabou, galera!!! Agora sou oficialmente mestre em design! Foi uma caminhada muito dificil mas que me fez evoluir tanto. Me sinto muito mais consciente do que quero fazer e preparada pra exercer minha profissao. Com o sofrimento e dedicacao aprendi muita coisa e tambem perdi o medo de outras.

A defesa ontem foi tranquila. Meu orientador apareceu com uma camisa do Flamengo dizendo que tinha feito isso para que eu me sentisse mais a vontade. hehe. Ele ‘e um fofo… Apresentei minha pesquisa por 1 hora e depois foi a defesa propriamente dita, onde os professores me fazem perguntas por uns 30 minutos. Depois disso eu saio da sala e la dentro eles tomam a decisao se vao me aprovar ou nao. Fui esperar numa outra sala. Estava la distraida quando ouvi aquela voz imponente do meu orientador: “Congratulations Master Quintanilha”. Nossa, mas que impacto tem essa frase. Fiquei arrepiada, tive frio na espinha e nao sabia se ria ou chorava. Mas achei melhor sorrir pois estava todo o meu comite ali na minha frente me dando os parabens. Todos assinaram um documento e eu fui logo levar na graduate school pois ja estava no fim do prazo. Olhei pra universidade e pensei “Caraca, acabou!”. Me veio uma vontade de chorar de emocao. Foi muito sofrimento, gente. Muita dificuldade. Mas eu aprendi tanto, evolui tanto. E agora sou mestre, vejam so… Pronta pra comecar de verdade minha carreira.

É amanhã! maio 22, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in mestrado.
6 comments

Finalmente chegou o dia da defesa! E eu não vejo a hora de fazer minha apresentação e sair pela rua cantarolando. Já marquei um happy hour com os amigos e sei que amanhã a noite vou estar me sentindo vários quilos mais leve. Eu não tô nervosa nem nada. Só quero me livrar desse compromisso logo. Minha tese já tá pronta há tempos, a apresentação também. Então só falta a formalidade de apresentar e entregar o documento na graduate school. Um dos meus orientadores veio falar pra eu desenvolver mais umas 2 áreas da parte escrita. E ele é o que menos participou. Sinceramente? Eu espero que ele esqueça que pediu pra eu desenvolver mais. Pois os dois outros orientadores mais importantes já aprovaram tudo.

Eu tô CANSADA. Foram 3 anos de escravidão ao mestrado. 3 anos onde eu estava constantemente preocupada e ocupada com alguma coisa do mestrado. Tantas ralações, tantas horas de trabalho, tantos fins de semana em frente ao computador (praticamente todos). Me pergunta se AGORA eu quero desenvolver mais alguma coisa? Não, minha gente. Me deixem em paz. Quero terminar isso. Chega… Hoje fui falar com meu orientador e ele mais uma vez falou “Melissa, you are done”. Eu adoro ouvir isso dele. Pois ele é “o cara”. E o que ele fala, ta falado.

Esses dias eu não tenho me sentido eu mesma. É muita coisa na minha cabeça, mudança drástica pela frente. Reviravolta aos 45 do 2o tempo. A Nortel, que parecia certa, desapareceu. A Microsoft, que eu nem queria, me fez uma oferta. Ainda tem o contato com a Nokia que está devagar quase parando e hoje troquei e-mails com o diretor de design da Phillips. Pode ser que algo novo aconteça, mas a princípio irei pra Microsoft mesmo. Não vou começar trabalhando exatamente com o que eu quero, mas essa empresa é tão grande, e lá dentro vou procurar traçar meu caminho pra fazer aquilo que realmente amo.

Amanhã eu completo uma etapa e acho que vou começar a me tranquilizar. Sexta eu vou ligar pra Nortel pra ver o que está acontecendo. Enquanto isso a Microsoft tá checando meus documentos com a imigração e ainda tem essa ansiedade pois quando eu fui pra Siemens, os caras me botaram como “computer science” e eu caí na tal regra dos 2 anos, que diz que eu devo voltar pro Brasil por 2 anos antes de poder trabalhar nos EUA. Mas como foi um erro deles, eu espero que isso não me cause problemas.

Agora eu vou lavar minhas roupas pra ver se sinto que estou fazendo algo de útil. E vou repassar mais uma vez minha apresentação de amanhã. Não vejo a hora de chegar amanhã, às 5 horas da tarde…

Quase mestre maio 20, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in mestrado.
1 comment so far

Finalmente está chegando o dia! Defendo minha tese na 5a feira. Já está tudo praticamente pronto, só tem uns dois comentários de um professor que preciso esclarecer. Mas não falta fazer quase nada. A parte escrita tá pronta, a apresentação tá pronta. Por mim eu apresentava logo amanhã pra poder já correr pro abraço. Mas tudo bem… eu consigo esperar até quinta-feira.

Enquanto isso, tenho andado um pouquinho sem paciência pro trabalho. Acho que é pq quero me livrar logo da tese e depois ficar só com o trabalho. Tô conseguindo trabalhar direito, mas fico constantemente pensando que quero ir pra casa, hehe.

Essa semana me prometi que só vou me concentrar na tese. Deixar um pouco de lado a ansiedade com todo o resto. Depois da tese pronta eu tomo minha decisão final. Já joguei pro universo. Sei que uma luz vai surgir e tomarei a melhor decisão. Vamo q vamo!

Microsoft me quer maio 18, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in profissao.
2 comments

Essa semana recebi uma oferta pra trabalho full time na microsoft. A principio eu não sabia se ficava feliz ou triste. Ficava triste pois não é o emprego dos meus sonhos mas feliz pois a microsoft é uma mega empresa, eu eventualmente poderia ser transferida para uma área mais a ver comigo (pesquisa) e também pq ofereceram uma grana muito violenta, mais um mega bônus no primeiro mês, pagam tudo da minha mudança, dão casa por 45 dias até eu achar a minha, carro por 15 dias e ações da microsoft. Além disso oferecem todos os benefícios possíveis e 3 semanas de férias pagas por ano. Isso aqui pros EUA não é normal. Normalmente são só 2 semanas, o que eu acho desumano.

Passei a semana um pouco tensa pois já tinha essa oferta e nenhuma resposta da Nortel pra comparar. Disse pra microsoft que até o fim do mês vou dar minha resposta. Isso me dá 15 dias pra ver se recebo alguma outra oferta e um tempo pra sedimentar as idéias.

Agora estou mais tranquila pois vi o quanto a microsoft está me valorizando, tenho uma boa oferta em mãos e nenhuma decisão deve ser tomada com pressa. Quinta-feira eu defendo minha tesa e depois terei tempo suficiente pra pensar no futuro.

I can feel it maio 15, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes, mestrado, profissao.
2 comments

Estou sentindo as boas vibrações no ar. Depois de tanto esforço, tudo tem dado tão certo, que não é possível que agora não vai dar. Nos próximos 10 dias tanta coisa vai acontecer na minha vida que tá difícil não ficar ansiosa. É a Microsoft que não manda a proposta. É a Nortel que não manda a proposta. É a Nokia que não marca uma nova entrevista… Sexta-feira tem o open house do ACCAD onde vou exibir o BuddyWall pela última vez. E em apenas uma semana serei mestre! Ay mamacita, tudo al misto tiempo ahora!

Eu tenho muita fé que o melhor pra minha vida vai acontecer. E eu me vejo voando longe de agora em diante. Depois de tanto sacrifício chegou a hora de colher os frutos. A primeira recompensa — o amor da minha vida — chega dia 24, logo após a defesa do mestrado. O que mais eu poderia pedir a Deus?

Entrevista na Microsoft maio 14, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in profissao.
2 comments

Primeiro de tudo: Eu sobrevivi! hehehe

Foi super mega cansativo. Entrevistas non-stop de 8:30 da manhã à 4 da tarde. Nunca tinha passado por um dia assim. Mas eu não fiquei nervosa em momento nenhum, então isso fez com que meu dia corresse bem.

Cheguei lá 2a feira às 8:30 da manhã, entrei numa sala de conferências onde 15 pessoas da microsoft estavam me esperando. O mais incrível foi que eu não fiquei nervosa. Passei o fim de semana me prometendo que não me deixaria ficar nervosa e realmente não fiquei. Porque realmente não tinha motivo… Apresentei por 45 minutos no computador de alguém pois ninguem tinha um adaptador pra conectar o meu Mac no projetor (como era de se esperar). Fizeram algumas perguntas de esclarecimento. Depois fiquei uns 15 minutos do lado de fora enquanto todos falavam sobre mim. Como eu queria ser uma mosquinha nessa hora…

Depois me chamaram para um “exercício de design”. Ai mamãe… Me deram a especificação de um sistema que eu tinha que fazer o design no papel e eu tinha 30 minutos pra mostrar uma solução. Achei um saco esse exercício. Pouco tempo pra pensar em tudo. Quando os 2 entrevistadores entraram lá novamente eu não tinha conseguido terminar mas eles olharam o que eu fiz, fizeram milhares de perguntas e eu fui respondendo tudo da melhor maneira. Não achei q fui tão bem nessa parte, mas tudo bem. Fiz o que consegui.

O próximo passo era entrevista com o User Experience Lead de uma das divisões desse departamento. Depois de muitas perguntas, ele diz “Bom, ainda temos uns 20 minutos. Dá tempo para um problema de design”. Aiiii mamãe, mais um? Tentei entender, tentei resolver. Sei lá se foi satisfatório pra ele, mas fiz o que pude. Depois ele me diz que eles ficaram mais de uma semana discutindo aquele problema. Ah, e ele queria q eu em 20 minutos mostrasse uma solução? Enfim…

Depois disso saí pra almoçar com o gerente de outra divisão desse departamento. Pelo menos ele me deu um alívio durante o almoço, não ficou me perguntando coisas. Ficou falando mais do trabalho que a equipe dele faz, como departamento está dividido, como é trabalhar em Seattle, etc. E eu fui fanzendo minhas perguntas.

Próxima etapa: entrevista com a chefe desse gerente. Sem exercícios malas de design dessa vez, só perguntas do tipo “Qual sua interface favorita? O que vc faria pra melhorar? O que vc traria para a equipe? Qual foi seu maior desafio? Qual foi sua maior conquista? Qual o emprego dos seus sonhos?”

Depois disso ainda fui pra outro prédio fazer entrevista com um dos gerentes da equipe do Office. Não que eu va trabalhar la, mas eles querem a perspectiva de alguem de fora. Passada a entrevista, dei uma olhada no que alguns designers de la estavam fazendo. Até que tinham umas coisas interessantes. Um deles me mostrou uns templates novos pro powerpoint. E eu pensando “Ah é, legal… parecido com o Keynote” — que é um software de apresentações da Apple, bem melhor que PPT, por sinal. Foi só eu pensar que o cara falou “Tipo o Keynote”. hehe, a Apple sempre é referência de coisa bem feita.

4 horas da tarde e eu estava morta. Só pensava a hora de acabar aquele mar de entrevistas, tomar um cafezinho e ir pra casa descasar merecidamente. Desci pra recepção e vi que tinha uma máquina de café grátis. Quando saiu o café eu me perguntava se aquilo era um chá ou café. Esses americanos são mesmo sem noção no quesito. Olhei pra um lado, olhei pra outro, e o café foi direto pro lixo. Sem condições. E voltei pra casa pra descansar.

O dia correu bem e eu realmente vi que esse não é o trabalho dos meus sonhos. É pra fazer interface do Windows Server (que administra servidores) e algumas outras coisinhas de administrações de sistemas. Muita interface, muito teste de usabilidade. Não é o foco que quero dar pra minha carreira no futuro. Eu quero mesmo trabalhar com pesquisa… o tipo de trabalho que a Nortel estava me oferecendo. Ainda não recebi nada deles mas já mandei um e-mail pra saber o status.

A boa notícia é que os caras da Microsoft gostaram de mim e vão me fazer uma oferta. Devo receber amanhã. Hoje recebi a lista de benefícios (ENORME) e as ajudas que eles dão pra quem se muda pra lá. Pagam tudo, dão dinheiro, carro alugado. É realmente outro mundo…

Agora estou aguardando a Nortel e quem sabe a Nokia. Quando estiver com as ofertas, tomo uma decisão.

Seattle! maio 9, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
2 comments

Chegou o dia da viagem a Seattle!
Meu vôo sai de Columbus às 3:45 e chego lá por volta de 8 da noite. Vou poder passar o fim de semana com os pais americanos da Leiloca da época do intercâmbio. Eles são muito legais e estiveram aqui em Columbus ano passado. Vou aproveitar pra passear e relaxar antes da minha entrevista.

Segunda-feira será a entrevista na Microsoft. Um dia inteiro de entrevistas! Se uma entrevista de 1 hora já me cansa, imagina várias? Mas tudo bem… vou encarar essa e ganhar experiência. O dia começará as 8:45 da manhã com uma apresentação de 1 hora do meu portfolio. Depois terei reuniões com vários grupos. Vamos ver como será. De qualquer forma estou feliz de estar participando do processo de seleção de uma mega empresa como a Microsoft. Será uma experiência e tanto.

Novo blog maio 7, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in design, profissao.
2 comments

Estou com um novo blog que na verdade é a evolução de um blog que criei em Janeiro de 2007 para documentar projetos relacionados à minha área de pesquisa. Em termos gerais, é sobre design e interação e fui sortuda o suficiente pra conseguir a seguinte URL pra ele: http://designandinteraction.wordpress.com/.

Pretendo atualizar sempre, o que vai ser legal pois vai me manter sempre pesquisando sobre o que tem de novo na área de design, tecnologia e interação. Vai me informar, informar outras pessoas e quem sabe me dar mais visibilidade. Essa é a minha primeira resolução pós-mestrado que já estou colocando em prática. Prometo ao menos uma atualização por semana.