jump to navigation

6 meses depois… outubro 15, 2010

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
6 comments

Nao, gente, nao abandonei o blog. Bom, sim, abandonei por 6 meses, mas nao quero abandonar. O blog sempre foi o meu lugar para recolher pensamentos, enviar noticias a amigos e familia e fazer novos amigos virtuais. Essa semana recebi 2 mensagens aqui nesse blog abandonado. Uma bem legal de um baiano e outra da Lu, leitora antiga. Me lembrou que alem de botar os pensamentos “no papel” pra posteridade, eu adoro as pessoas que passam por aqui e como minhas humildes historias as vezes influenciam, inspiram ou apenas fazem pensar pessoas que eu talvez nunca verei, mas que de alguma forma posso ter uma conexao e influencia.

6 meses se passaram e muita coisa aconteceu. O Davide nao foi aceito no mestrado em arquitetura na universidade de Washington, nao conseguiu emprego, o visto estava pra vencer  e ele teve que voltar pra Italia no inicio de Junho. Depois de observar e ponderar por algum tempo, resolvi terminar o namoro. Foi o termino mais pacifico da minha vida. Nao teve brigas, discussoes ou magoas. Simplesmente dizemos adeus no dia 3 de junho e foi o fim da historia da brasileira com o italiano. O sentimento inicial foi simplesmente de pena de nao ter dado certo. Eu sempre tive o sonho de namorar um italiano. Sempre achei os italianos charmosissimos. Fui sozinha de mochilao pra Europa e na Italia conheci um Italiano. Namoramos 2 anos a distancia e ele largou tudo pra vir morar comigo em Seattle. Parece historia de casamento, ne? Ou nao. No meu caso foi nao. Eu resolvi que nao era o relacionamento que eu queria pra mim. Restou boas lembrancas do Davide, da familia e dos amigos dele, da Italia e tudo mais. Agora ja tem 4 meses que ele foi embora e, sinceramente, estou felicississima assim sozinha. Varias coisas otimas acontecendo na minha vida, como voces verao adiante.

Em Junho Davide foi embora, meus pais foram embora depois de passar 2 meses aqui e voltei a ser eu e eu mesma. Hora de pensar um pouquinho na minha vida. O que eu quero comecar a fazer que nao estou fazendo? O que eu preciso parar de fazer que nao esta muito legal? Tenho algum sonho que esta ainda na fila pra ser realizado? E para essas 3 perguntas eu tinha uma resposta. Depois de 2 anos na Microsoft eu percebi que estava me dedicando demais ao trabalho, a vida estava passando e eu era uma mera espectadora. Mas eu queria nao so participar, mas ajudar a construir minha propria vida. O trabalho vai estar sempre ai por mais uns bons 30 anos. Eu vou comecar a viver aos 60, quando me aposentar? No way.

Um dos meus sonhos era ir a um retiro de yoga. Coincidentemente nesta epoca fiquei sabendo de um festival de yoga chamado Wanderlust. Nao ‘e somente um retiro. E’ um festival de yoga e musica. Yoga durante o dia, musica durante a tarde e noite. E esse ano, alem de varios artistas otimos, Moby ia tocar um DJ set por la. O festival era num vale (que vira estacao de ski no inverno), perto de Lake Tahoe, na California. O lugar era simplesmente lindo, o line up de musica era espetacular, todos os professores feras de yoga iam estar la e ainda ia ter rafting, palestras, workshops, meditacao, etc, etc. Depois probleminhas me estavam fazendo pensar: Ia sair bem caro e nao tinha ninguem pra ir comigo. Bem nessa epoca eu resolvi adotar um novo mantra pra minha vida: “Por que nao?”. Esse ‘e o mantra. Olha, esse mantra faz milagres. Eu estava na duvida e me perguntei “Por que nao?”. Eu sempre achei que vale mais a pena gastar dinheiro com experiencias que vao ficar comigo pro resto da vida, do que guardar o dinheiro, ou gastar em coisas materiais. Resultado: resolvi ir sozinha mesmo pro festival de yoga. E resolvi acampar sozinha, pra tentar economizar com hotel. Fiquei muito muito muito feliz de ter ido. Conheci tanta gente la, fiquei inspirada em fazer yoga naquele lugar espetacular, no meio das montanhas, em meio a tanta gente legal, ouvi muita musica boa e vi um showzaco do Moby. Primeira vez que vejo Moby sem a sua banda, simplesmente como DJ. O cara ‘e fera. Dancei que nem uma doida, com um sorriso nos labios o tempo todo, uma admiracao incrivel. Voltei pra casa inspirada.

Voltei pra casa tao inspirada e foi hora de olhar novamente pra minha lista de sonhos que estavam so esperando para serem realizados. Um dos meus sonhos antigos era de eu mesma aprender a ser DJ. Isso mesmo, criancas, acreditem se quiser. Eu sempre tive uma admiracao muito grande por bons DJs, sempre quis saber o que exatamente eles estavam fazendo com aquele monte de botoezinhos. A verdade ‘e que eu queria aprender a fazer isso eu mesma. Voltei determinada a executar neste sonho. Eu tinha somente 3 semanas antes de partir em mais uma viagem, desta vez de 2 semanas. Eu ia para um congresso de design em Sao Francisco e depois ao Burning Man (outro sonho antigo). Antes de viajar eu comecei a pesquisar sobre ser DJ. Tem uma lista de e-mail na Microsoft chamada “Electronic Music discussion”. Entrei la e comecei a perguntar sobre aulas, sobre equipamentos, etc. Resolvi que ia comprar meu equipamento primeiro, antes de pensar em fazer aulas. Chegou a hora de ir pra Sao Francisco e la continuei minha pesquisa online.

Sao Francisco foi o maximo, a proposito. Fiquei num hotel chiquerrimo ao lado do MOMA, tudo pago pela empresa (Obrigada SteveB!). Foi muito inspirador estar em Sao Francisco. Eu simplesmente passei 6 horas no MOMA um dia. Outro dia fui ao De Young museum, andei no Golden Gate park, Haight and Ashbury. Cheguei la 3 dias antes do congresso pra passear. Eu amo SF. Nisso eu ja estava com meus cabelos prontos pro Burning Man. Ainda no mantra do “por que nao”, resolvi fazer algo bem louco nos cabelos pela primeira vez. Eu nunca fiz nenhum tipo de reflexos e dessa vez resolvi fazer reflexos no cabelo nas cores vermelho, laranja e pink. Da pra imaginar? Pois ‘e, la fui eu pra um congresso de design com cabelos coloridos. A coisa boa ‘e que todo mundo sabia que eu era. A menina com cabelo laranja, pink e vermelho. O congresso de design foi o maximo tambem, muito inspirador. Conheci muita gente legal, aprendi muita coisa, me inspirei.

Voltei de SF e no dia seguinte parti pro Burning Man, um festival para 50 mil pessoas no deserto do Nevada. Outro sonho antigo. Eu ate tinha comprado o ingresso uma epoca quando estava em Columbus mas decidi nao ir. Dessa vez eu estava indo com um grupo de veteranos, o que ‘e o ideal para um evento unico assim como o Burning Man. Meu Deus do ceu, o que foi esse Burning Man. De cair o queixo, realmente incrivel, mudou minha vida. Nem sei como explicar. Tem fotos la no meu Facebook, caso alguem queira conferir.

De volta a Seattle, inspiradissima com todas essas experiencias recentes, voltei a minha pesquisa sobre equipamentos de DJ. Na lista de discussao, um cara chamado Anshul respondeu meu e-mail perguntando sobre toca-discos. Resolvemos almocar juntos pra falar de equipamentos. Eu achei que ele fosse so me conectar com um cara de uma loja que ele conhecia, mas la pro final do almoco ele disse que ia me ajudar, que ia na loja comigo, que poderia me ensinar o basico. Ele aprendeu tudo de um amigo 13 anos atras e agora estava querendo retornar o favor ao universo. Sim, minha gente, eu achei um mentor assim do nada, caido do ceu, enviado do universo, especialmente para realizar meu sonho antigo. Nessa mesma semana eu estava em casa com todo o equipamento de DJ que eu precisava pra comecar. Como assim, Miguel? Eu nao estava acreditando no que tinha acabado de acontecer.

O Anshul ‘e originalmente da india, DJ ha 13 anos, 7 anos em Seattle. Ele nao toca musica eletronica, mas esta me ensinando o basico. Estou treinando com ele tem algumas semanas. To comprando musica, pesquisando, fazendo meu dever de casa e agora to comecando a aprender a beat match. Difiiiiiiicil… Mas eu chego la. Tenho um professor de graca e ainda nao consigo acreditar nisso. Como retorno, vou fazer o site dele. Pelo menos eu consigo pagar de volta com meu design.

Ontem fui a casa dele para ter minha aula, mas cheguei 2 horas antes para assistir a aula que ele esta fazendo de producao musical. Aula online, com um professor de Sao Francisco. Eu assisti a aula e fiquei fascinada. Era sobre estrutura musica, a arte de criar musica eletronica. Eu tinha um sorriso no rosto de alguem que pensava “Meu Deus, eu sempre quis saber fazer isso e estou mais perto do que nunca”. No final das contas, ele viu como eu fiquei interessada e perguntou se eu queria fazer a aula junto com ele e dividir os custos. Estamos aguardando a resposta do professor, mas me parece que estou prestes a comecar a aprender producao musical ao mesmo tempo que aprendo a mixar.

Ufa, ficou enorme esse post. Resumo dos 6 ultimos meses. Foi bom voltar aqui e escrever sobre o que esta acontecendo. Estou animadissima com tudo, muito feliz com as possibilidades que estao se formando. E’ impressionante como quando voce realmente quer alguma coisa e corre atras, o universo conspira a seu favor. Nada vem facil, mas pra quem corre atras e persevera, as oportunidades realmente aparecem.

Bem amigos da rede Globo, vou ficando por aqui.
E’ bom estar de volta 🙂

Coisas boas que aconteceram em 2009 dezembro 17, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
2 comments

Nem acredito que ja estamos em dezembro, estou quase com o pe’ no Brasil e ja e’ quase Natal e final de ano. Eu nem vi esse fim de ano chegar, mas ja que ele esta aqui, esta na hora de pensar em tudo que se passou e agradecer.

O que aconteceu de bom em 2009?

  • Passei a virada do ano na Italia (Rimini, Napoli e Capri)
  • Comprei meu carro
  • Adotei meu gatinho Simba
  • Fui pra Las Vegas pela primeira vez
  • Fui pra Portland de bike (330km em 2 dias!)
  • Meus pais vieram visitar
  • Comprei varias coisas e deixei a casa linda
  • Encontrei uma faxineira brasileira que limpa a casa como ninguem
  • Encontrei uma depiladora brasileira que ‘e boa e nao ‘e cara
  • Finalmente encontrei umas manicures que fazem um otimo trabalho e nao sao caras. Obrigada senhor! (Elas sao do Vietnam)
  • Fui promovida no trabalho
  • Davide veio pra ca
  • Fui pro Havai pela primeira vez
  • Vi Moby ao vivo
  • Comecei a Yoga e hoje em dia nao vivo sem
  • Trabalhei num projeto muito legal e produzi um video com minha visao do futuro da administracao de TI
  • Estou aprendendo um software novo muito legal que vai mudar a forma como eu trabalho
  • Vou pro Rio de Janeiro
  • Vou pra Sampa visitar minha amiga Ro que esta gravida
  • Vou passar a virada do ano acampada na praia (final com chave de ouro)

Por todas as coisas acima: obrigada, obrigada, obrigada! Sou muito grata por um ano maravilhoso que passou. Estou pronta pra ferias e pra um 2010 que tenho certeza que me trara’ muitas outras coisas boas.

Vao rolar viagens em 2010. Vou viajar pelos EUA pra visitar clientes que usam nosso software e aprender mais sobre eles. Talvez va pra Las Vegas novamente. Talvez ate role de ir a um congresso em Sao Francisco (dedos cruzados!). Talvez va ao Burning Man, o mega festival no deserto do Nevada. O que mais sera que vem ai em 2010?

Good vibes pra todos!!!

Academia, yoga, faxina e novo projeto agosto 12, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
3 comments

Aqui dizem: “When it rains, it pours.”
Comigo foi assim. Passei por 11 meses de dedicacao total ao trabalho e estagnacao em todo o resto da vida. De uma hora pra outra comecei a marcar todos os medicos, fui na academia fazer minha serie, entrei pra yoga e ja coloquei no papel e comecei a pesquisar pro meu novo projeto pessoal. Agora sim a vida ta comecando a andar. E eu estou muito animada! O trabalho deu uma aliviada boa. Pela primeira vez em 11 meses nao estou assoberbada de trabalho.

Esse fim de semana fui num studio de hot yoga perto de casa. Nunca tinha ouvido falar desse conceito, mas por aqui ‘e bem famoso. Eles aquecem a sala a 40 graus e umidade de 60%. Quem nem o Rio de Janeiro no verao. Sabado fiz aula de power yoga e tive que parar varias vezes se nao tinha um troco. Mas eu tb estava no lado mais quente da sala. No dia seguinte fiz uma aula de Hatha yoga, no lado mais “fresco” da sala e foi bem mais tranquilo. Consegui fazer tudo, suei horrores e sai de la me sentindo nova. Essa hot yoga ‘e interessante, mas nao quero que seja minha unica fonte de yoga. Hoje a noite vou ao studio de yoga de um amigo para experimentar. O ideal seria fazer a hot yoga umas 2 vezes por semana e alternar com a outra. Que saudade que eu sentia da yoga!

Confesso que nao tenho saco de ir pra academia. A serie que o professor me passou usa somente o BOSU e elastico, entao se eu comprar elastico posso fazer em casa. No mais quero ficar so pedalando e fazendo yoga.

Semana passada a faxineira foi la em casa. MEU DEUS! Nunca vi aquela casa tao limpa. Quase chorei de emocao. Ela vem de 15 em 15 dias, o que esta mais do que bom.

Ah sim, e o meu novo projeto 🙂
Depois de um ano na Microsoft eu percebi que estava sentindo muita falta de fazer meus projetos loucos da epoca da faculdade. Percebi que nao posso continuar sem fazer isso. Finalmente semana passada coloquei no papel a ideia do meu proximo projeto, ja mandei pro meu pai e ele esta pesquisando a parte eletronica enquanto eu vou pesquisando a parte sonora e depois visual. Vai ser uma instalacao de arte, o que significa que vai demorar, dar trabalho e provavelmente custar meio caro. Mas vai valer a pena!

A importancia de externalizar julho 27, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
2 comments

Foi bom ter escrito esse ultimo post aqui. Era algo que estava me incomodando, entao ‘e sempre bom colocar pra fora. Pra mim, isso significa o mesmo que oficializar. Eu, que adoro listas, fiz a lista das coisas pessoais que quero fazer. Amanha vou ligar pra Karina, uma faxineira brasileira que limpa casas com o marido. Quem me recomendou foi minha amiga brasileira Heliene. Disse que ela ‘e muito de confianca e faz um otimo servico. Dependendo do orcamento, vou chama-la duas vezes ao mes. Vai ser um alivio pois nao precisarei me preocupar com limpeza. Eu hoje em dia me preocupo, mas nao faco la grandes coisas em relacao ao assunto. Principalmente agora no verao. Mo calor e sol la fora e eu nao consigo ficar em casa limpando. Acho que vai ser um bom investimento do meu dinheiro. Vou marcar tambem o dentista. Depois tambem quero ir na dermatologista e num clinico geral. Dia 5 eu volto no meu medico do nariz, e aos poucos vou ficando em dia com a parte medica.

O fim de semana por aqui foi otimo. Solao e calor. Sabado fiz 150km e o passeio foi lindo. O evento foi muito bem organizado, as comidas estavam otimas, a rota era linda e ainda deram salmao e cerveja pra gente no final. Depois de la fui em Seattle comprar o ingresso pro show do Ben Harper e Pearl Jam que vai ter aqui dia 22/set. Uhuuu! Vamos eu e Davide. Hoje fui comer brunch na casa dos meus amigos turcos e passei o final de tarde pegando sol na beira do lago. Mergulhei hoje pela primeira vez e me surpreendi ao ver que a agua nao e’ tao fria quanto imaginava. Me senti praticamente em casa.

E amanha comeca outra semana que pelo visto nao sera das mais produtivas. 2a feira vai ser o dia de apresentacoes de todos os projetos e estarei ocupada toda a manha e parte da tarde. Depois ainda tenho uma reuniao as 4pm. 3a feira estarei o dia todo em treinamento. E 4a feira tem um evento da microsoft em Seattle (Tech Ready). Vai ter apresentacao de um dos projetos que fiz o design e talvez eu va ver.

Várias coisas na espera julho 24, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes, profissao.
add a comment

Tenho observado um fenômeno diferente na minha vida desde que comecei a trabalhar na Microsoft. O meu foco tem sido o trabalho e várias outras coisas, mesmo que pequenas, estão ficando na espera. Eu tenho disposição para chegar em casa e assistir uma palestra ou ler um livro de 400 páginas sobre design de interação, mas levei quase 1 ano para ir no “Detran” daqui e mudar minha carteira de motorista. Dá pra acreditar? O processo todo levou uma hora e eu adiei meses para tomar uma atitude. O mesmo com o meu problema do nariz. Fiquei adiando por meses uma ida ao médico até que finalmente fui. E o resultado? Cirurgia. Também quero voltar pra Yoga e musculação, mas ainda nao pus o pé na academia. Quero atualizar o meu site e terminar o site do Davide. Quero ir no dentista e na dermatologista. Quero aprender a desenhar e a fazer música eletrônica. Quero pendurar meus quadros na parede e fazer bainha nas minhas calças. Vai parecer estranho o que vou falar, mas ao mesmo tempo que quero fazer todas essas coisas, nao quero fazê-las agora. Queria estar com tudo isso em dia, mas meu foco está em outro lugar. Eu sempre paro pra pensar que aos vinte e poucos anos eu trabalhava na Agência Nacional do Petróleo, no centro do Rio. Sonhava em fazer um mestrado em design no exterior e trabalhar numa mega empresa. Mas não achava que esse tipo de sonho ambicioso poderia um dia ser realidade. E agora, é. Aqui estou eu trabalhando na Microsoft. No dia-a-dia eu faço pouco caso desse “detalhe”, mas quando paro pra pensar eu vejo que esse tipo de oportunidade nao é qualquer uma. Eles praticamente te pagam e incentivam que você evolua como profissional. Então é como se fosse uma universidade de desenvolvimento pra mim, tudo pago pela empresa. Tem todo tipo de palestra, curso, artigos, biblioteca, congressos, tudo grátis. Ou melhor, me pagam pra isso! Pra alguém que ama o que faz, isso é o máximo.

Claro que esse foco todo no trabalho está prestes a mudar em pouco mais de um mês, quando chega o Davide. Vai ver que é só aí que eu vou fazer minhas bainhas, fazer o site dele, o portfolio, atualizar o meu também, começar musculação e yoga! hahaha. Aí sim será o equilibrio. 🙂

Quanto tempo junho 17, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
add a comment

Nossa, ha quanto tempo nao passo por aqui. Duas semanas sem postar. Nem me reconheco… A razao ‘e que continuo trabalhando muito e todo tempo livre que tenho, passo com meus pais. A gente ta fazendo varias coisas na casa, ja montamos a base da minha cama, mesinhas de cabeceira, estante e escrivaninha. Todo dia tem algo pra fazer, nem que seja pregar um quadro. Hoje resolvi finalmente pregar 4 gravuras que eu tinha comprado na Suica em 2007 e so agora foram sair da gaveta. Deu um trabalho do cao. Me deu saudade das funcoes alignar e distribuir do Illustrator que me permitiriam fazer isso em 1 segundo. Enfim, agrúrias da vida real. Mas a casa esta ficando linda, um super upgrade. Em breve tudo estara em seus lugares e a vida volta mais ao normal.

Agora que recebi meu visto eu preciso ir no Detran daqui pra mudar minha carteira pra Washington. Ainda to com a de Ohio que vence em Agosto. Nao sei se vao me obrigar a fazer outra prova, pois acho que ja deveria ter tranferido a minha carteira faz tempo. Desde que comecei na Microsoft que parece que estou nessa fase de “adaptacao” e as coisas ainda parecem acumuladas. A verdade ‘e que ainda tenho muita coisa a fazer.

Sabado vou fazer uma operacao pra curar um desvio de septo e mais outros 2 problemas que tenho com o septo. O nariz tem me incomodado ha meses e eu finalmente fiz algo a respeito. Entao agora ta na hora de curar de uma vez por todas e tirar esse problema da minha vida. Segunda-feira vou trabalhar de casa, entao vai ser tranquilo.

No trabalho acabei de escrever minha auto-avaliacao anual e ja comecei a providenciar feedback pros outros. La pra agosto vamos saber o resultado da avaliacao. Acho que vai ser legal.

Ah, e talvez eu tenha boas noticias para contar em breve. Mas vou deixar voces esperando ainda um pouco mais…. 🙂

Go now, and live. abril 15, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
1 comment so far

Que bacana esse texto. Me foi passado pela Lu.

go

Ritmo acelerado março 11, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
2 comments

Esse ano tá que tá.
Eu estou trabalhando pra caramba, me esforçando pra esvaziar minha lista de coisas pra fazer, mas ela parece ter sempre o mesmo tamanho. Eu estou achando que até Junho vai ficar essa loucura pois é até lá que tenho que fazer a maior parte do meu trabalho, pra dar tempo de ser implementado no produto. Incrivelmente eu estou em dia com tudo no trabalho, mas tem várias coisas que eu queria fazer mas não posso pois estou sempre na correria. Pelos próximos 2 ou 3 meses conseguimos um designer pra nos ajudar e eu vou ter que ficar gerenciando o trabalho dele e participando de reuniões dessa nova área que vamos cobrir, além de tudo que já estou fazendo.

Mas até que estou conseguindo tocar coisas na minha vida pessoal também. Recentemente comprei um BOSU e uma bolona de Yoga , que é ótima pra alongar. Eu ando sem saco de ir pra academia, mas tenho disposição pra andar de bicicleta, correr nos fins de semana e fazer os exercícios em casa. Tem funcionado bem. Agora que começou o horário de verão vou poder correr também durante a semana, alguns dias depois do trabalho.

Também tenho ido aos médicos, fazendo os exames necessários, botando tudo em dia. Esta 6a tenho mais uma consulta na médica de alergia e 6a que vem um outro exame. Depois marco um clínico geral pra fazer check-up. Eu tava há um tempão sem ir a médico nenhum, então agora tô aproveitando que tenho um plano de saúde bom e carro para ir aos médicos (muito importante).

O aniversário do Davide está chegando e hoje coloquei o presente dele no correio e um cartão lindo. Comprei uma bermuda da Abercrombie — boa idéia dos meus pais. Eu acho que o presente vai chegar lá semana que vem, antes do aniversário dele, dia 24. Mas como mandei pra Rimini, ele só vai ver mesmo no fim de semana antes do niver, o que é o ideal.

O pessoal da Microsoft já me contactou pois vão se preparar para pedir meu visto de trabalho H1-B. Dedos cruzados!!! Espero conseguir e daí não terei que me preocupar pelos próximos 3 anos e poderei renovar minha carteira de motorista. A atual vale até agosto.

Coisas que gostaria de estar fazendo e não estou são: Renovação do meu passaporte que vence em Abril, meu imposto de renda, o site do Davide, terminar de estudar o livro do software que estou aprendendo, tocar uns projetos nesse software novo e estudar mais sobre design & emoção. Falando nisso, submeti a primeira edição do meu paper pro International Journal of Design. No meio de abril eu recebo as revisões.

Pelo nível do post deu pra ver que milhares de coisas estão acontecendo simultaneamente, e têm várias outras na fila. Março e Abril vão ficar ocupados com essas coisas. Enquanto isso, que venha a primavera!

3.0 turbo! fevereiro 10, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in comida, diversao & arte, divagacoes.
10 comments

Uau, gente. Chegou o dia onde eu posso dizer: Tenho 30 anos! Parece que ter 30 anos tem um peso diferente. Mas eu me sinto igualzinha, hehe. Quando eu era criança achava que era muito chata a vida dos “velhos” de 30 anos. Bom, agora cá estou. E vou falar, a melhor época da minha vida. Ainda sinto muita falta da vida no Brasil, da energia que tem naquele lugar, minha família e amigos queridos. Mas por dentro estou muito feliz, acho que consegui evoluir bastante nesses tempos de gringoland.

Hoje eu falei com minha amiga Duda do Brasil no MSN e ela me perguntou: “E aí, Mel, tá feliz?” Nos meus 4 primeiros anos de Estados Unidos, eu sempre respondia essa pergunta de  uma forma meio ambígua, sempre pesando os prós e contras. Como se eu estivesse fazendo um sacrifício agora pra só depois, lá na frente, poder usufruir. Hoje a Duda me perguntou isso e respondi, sem pensar: “Sim, amiga, tô feliz.” Ei, até eu fiquei surpresa com a resposta.

Eu ainda estou em fase de transição. Estou tendo que dedicar muito da minha energia ao trabalho pq está entrando num ritmo que se ficar parado o bicho pega. Então estou sempre estudando alguma coisa, fazendo cursos, assistindo testes de usabilidade, trabalhando em várias coisas e sempre com uma mega lista de coisas pra fazer. Minha energia tem ido muito pra esse aspecto, deixando pouco pra vida social e até exercícios. Quando eu paro de trabalhar eu quero mais é ficar em casa descansando com o meu gato Simba. Então até eu achar o equilíbrio ainda vai levar um tempo. Eu ainda não tenho amigos. O Davide ainda não está aqui. Eu estou trabalhando muito. Quando esses 3 fatores: amigos, davide e trabalho entrarem em harmonia, Uhuuuu! Aí vai ser uma maravilha. Até lá, paciência.

Enquanto isso eu vou aproveitando o caminho, que tem sido bem recompensador.

Hoje eu finalmente me animei pro meu aniversário. Tava até com preguiça de organizar algo (pra vocês verem a falta de energia). Resolvi em cima da hora comemorar no restaurante brasileiro em Seattle (como foi no aniversário da Lynn em Janeiro). Convidei umas pessoas, que vao levar amigos ou agregados, e no final vai ser um jantar com 12 pessoas. Legal! Tem que aproveitar esse momento pra celebrar.

Falando em celebrar, acho que essa música muito alegre do Nando Reis:

E uma música alegre do italiano Jovanotti:

Sonhos realizáveis janeiro 15, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes.
11 comments

Durante grande parte da minha vida eu pensei como a maioria da nossa sociedade pensa: que sonhos são chamados sonhos pois residem na imaginação fértil de cada um. E por lá parmenecem, sem nunca ver a luz da vida.

E isso é culpa de quem?
Culpa dos sonhos que são inatingíveis?
Ou culpa dos criadores dos sonhos que não fazem o que é preciso para alcança-los?

Eu tinha uma vida bem normalzinha no Rio. E um sonho aparentemente inatingível. Até que tudo virou de cabeça pra baixo. E eu pude começar a olhar pra dentro de mim.

Eu sonhava em fazer um mestrado em design em uma universidade americana.
Eu sonhava em viajar o mundo para apresentar meus trabalhos.
Eu sonhava em conseguir um mega emprego.
Eu sonhava com um carro zero.

E tá tudo realizado, bem antes dos meus 30.

Se você olhar pra uma menina insegura morando no Rio e a lista de sonhos acima, parece bem impossível. Eu também achava assim. Não sabia nem por onde começar e por muito tempo meus planos eram de deixar os sonhos guardados na minha imaginação. Só pra poder dizer nos jantares de Natal que eu sonho em fazer um mestrado no exterior, viajar o mundo, trabalhar numa mega empresa e comprar um carro zero.

Mas vejam só como tudo se realizou. E eu não sou nenhuma pessoa excepcional. Sou normal assim como tanta gente. Eu só tenho uma força de vontade tremenda, que se intensificou depois que vim morar fora. Algo sobre estar sozinha, deixando de lado minha cidade maravilhosa, amigos e família, me deu essa força interior. Que todo mundo tem, tenho certeza.

Ah sim, eu também sonhava em namorar um Italiano.
Impossível? Aparentemente não.

Agora eu sonho em passar o resto da minha vida ao lado desse Italiano. Atualmente parece algo bem impossível, visto que eu moro no país mais difícil de se imigrar. Mas diante dos fatos observados na minha vida, eu não tenho a menor dúvida de que esse sonho também se realizará.

Eu sou uma sonhadora. E adoro colocar os sonhos em prática. Cada sonho é um projeto, ao meu ver. Você começa, pesquisa, estabelece metas, ações, prazo e equipe. Sim, a equipe é muito importante. Pois não se faz nada sozinho nessa vida.

O meu próximo sonho realizável é de ter um gatinho.
E o projeto já foi iniciado! 😀