jump to navigation

Mel in Rio dezembro 20, 2010

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
7 comments

Estou passando mais um final de ano no Rio de Janeiro. Estar aqui sempre me enche de vida e energia. Desta vez consegui ficar aqui por 5 semanas, o meu máximo até agora. O acordo foi de eu trabalhar daqui pelas duas primeiras semanas e depois emendar nas férias. Até 6a passada eu estava trabalhando de casa. Como o Rio está 6 horas na frente de Redmond e como eu adoro dormir tarde e acordar tarde, estava trabalhando de 2 da tarde até meia-noite, por aí. E funcionou muito bem. Estava conectada na rede, com acesso aos meus arquivos, fazendo tele-conferências com o pessoal do trabalho. Eu estava trabalhando, mas só de olhar pra fora da janela e saber que eu estou na cidade maravilhosa — e não no meio do inverno de Seattle — já me enchia de gratidão.

Agora estou oficialmente de férias, mas um pouco mais caseira que nos anos anteriores. Esse ano decidi não ir a Bahia e vou somente a São Paulo passar 3 dias visitando minha amiga Rô que tá com uma filha de quase 1 ano. Estou revendo amigos e família, mas dessa vez sem a correria de costume. Com certeza o fato de eu estar aqui 5 semanas ajuda. Eu quero fazer isso sempre de agora em diante. Tentar passar o mês de dezembro todo por aqui. O trabalho à distância funcionou bem e estar na minha cidade natal que tanto amo por um mês inteiro me faz um bem danado. Além de eu eliminar 1 mês de inverno da minha vida. Sempre bom!

Agora tenho 3 semanas pra curtir o Rio. Minha volta para Seattle está marcada para 8 de Janeiro.

Anúncios

Faltam 9 dias! dezembro 12, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
1 comment so far

Uhuuuu, estou quase com o pe no Rio! Nem acredito que estou voltando pra casa depois de 2 anos longe! 2 anos ‘e tempo demais. Nao da nao… A minha viagem ao Rio vai ser corridissima dessa vez (como sempre). Chego dia 22 e ja tenho um encontro com minhas amigas na mesma noite. Dia 23 tenho entrevista no consulado americano de manha para pegar meu visto de trabalho e a noite ja tenho o jantar de natal da minha familia. Minha familia faz o jantar no dia 23 pois outras pessoas tem compromisso no dia 24. Dia 24 vou passar a tarde na casa da minha afilhada no recreio e a noite vou sair com meu amigao Gui. Dia 25 vou pra sampa visitar minha amigona Ro que esta gravida. Passo o fim de semana la, volto dia 27 e dia 28 de manha ja vou pra Bahia, pro Universo Paralello! Vou passar 6 dias num lugar lindo, acampando na praia. Ai sim vou relaxar! Volto pro Rio no dia 3 a noite e fico ate a noite do dia 10/janeiro.

Cansaram so de ler? Eu tambem!
Ano que vem eu quero ver se fico 1 mes no Brasil e trabalho de la durante a 1a semana. Acho que rola.

Hawaii! setembro 19, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
4 comments

Estou sumidissima daqui e cheia de novidade acumulada. Davide chegou da Itália dia 25 de agosto e no dia 5 de setembro fomos passar uma semana na ilha de Kauai no Havaí. Lá é um super paraíso! Uma semana foi o suficiente para relaxar e esquecer da vida. As fotos estão todas aqui. Agora estou de volta ao trabalho e em 3 meses estarei no Brasil sil sil!

Outra boa notícia é que fui promovida lá no trabalho. Uhuuu! Agora sou User Experience Designer II. Foi muito legal ver que meu trabalho nesse 1o ano foi reconhecido. Trabalhei muito duro e foi recompensador ver que o reconhecimento já está aí.

Já tem quase 1 mês que o Davide está aqui. Semana que vem ele vai a universidade fazer um teste de nivelamento e participar de uma orientação. As aulas mesmo começam só na semana seguinte.

Viva Las Vegas abril 29, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
1 comment so far

Aqui estou em Las Vegas.
Tudo aqui ‘e extravagante, brilhante e artificial. Afinal, o que mais se pode esperar de uma cidade construida no meio do nada? O hotel onde estou hospedada (The Venetian) ‘e chique ate dizer chega. O quarto tem 2 camas, banheiro com hidromassagem e ainda uma sala de televisao. Parece um apartamento. O hotel ‘e imenso. Voce pode levar ate 20 minutos para andar de uma parte a outra. O congresso e o lugar onde estamos fazendo entrevistas tambem fazem parte do hotel. Ontem fizemos 2 entrevistas e hoje 2 participantes nao apareceram. Temos mais um no final da tarde, vamos ver se pelo menos esse vem. E hoje a noite vou ver “O” do Cirque du Soleil, no hotel Bellagio. Vai ser o maximo e nao vejo a hora!

Viva Las Vegas! março 4, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in profissao, viagens.
1 comment so far

A minha primeira viagem do ano será para Las Vegas! No final de abril vou com mais umas 7 pessoas da minha equipe para um congresso da Microsoft sobre softwares para administração de empresas de TI. Bem nerd… mas muito legal. Ainda mais em Las Vegas. O congresso termina numa 5a feira e eu vou ficar a 6a lá passeando e volto no sábado a tarde. Vou aproveitar pra conhecer a cidade nova. Nessa mesma semana meus pais chegam aqui em Kirkland. Então eles vão passar uns 4 dias aqui com o Simba antes de eu chegar. Meu pai perguntou se ele não é gato de guarda. Acho que o Simba vai é se esconder embaixo do sofá.

Com a quantidade de trabalho que estou tendo ultimamente, o tempo pelo visto vai voar! Eu não vejo a hora de ser primavera e poder aproveitar aqui com meus pais. Tem tanto lugar bonito pra ver, coisas pra fazer. Aqui não é Ohio! 😉

Finalmente, de mala e cuia janeiro 9, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in divagacoes, viagens.
2 comments

Chegou ao fim a novela da mala atrasada.
E o troféu abacaxi vai pra Delta pelo pior serviço ao consumidor. Ou seria: total falta de atenção ao consumidor? Eu sempre disse que uma das grandes vantagens dos EUA é o atendimento ao consumidor, mas dessa vez passou longe. Deixaram um recado na minha secretária ontem dizendo que a mala tinha chegado no aeroporto de Seattle. Ok… E isso quer dizer o que? Que tenho que ir buscar? Depois de muito tentar, consegui ligar pro tal 1800 das malas perdidas. Depois de 20 minutos de espera, a atendente me diz que eu preciso ir ao aeroporto de Seattle retirar minha mala. Ah, ok, entendi. Vocês perdem minha mala, e depois de 3 dias me ligam dizendo que EU tenho que ir retirar? Moça, eu não tenho carro e não tenho amigos pra pedir carona. Como eu faço então? Senhora, — como eu odeio ser chamada de Senhora — a mala não será entregue e deve ser retirada no aeroporto.

Agora vejam a minha situação: sensível em estar voltando aos Estados Unidos. E ainda por cima, prestes a ficar menstruada pois a maledetta pilula tinha ficado na mala e desregulou todo o meu ciclo. E o que uma mulher, sozinha, com os hormônio desregulados faz numa hora dessa? Deita e chora. Chora, chora, chora até soluçar. Até que meu pai me fala: Você parece sua mãe na menopausa.  Eu contei pro Davide no MSN e a resposta foi: HAAHAHAHAHAHAHAH. Hmmm, o que será que isso quer dizer?

Bom, hoje eu já acordei toda feliz, pensando que não vou deixar que acontecimentos mundanos desestabilizem o meu equilíbrio interior. Acordei filósofa. Aí, vou trabalhar, super animada, naquele esquema eu-quero-mudar-o-mundo de ser. Vou para a minha primeira reunião do dia e quando volto vejo a seguinte mensagem de voz no meu celular:

Ms. Quintanilha (com a pronuncia mais sem noção que você possa imaginar), sua mala continua aqui no aeroporto de Seattle. Se a SENHORA não vier buscar em até 5 dias, a mala será enviada para o nosso depósito em Atlanta.

HAHAHAHHAHAHAHAH.
Agora você está me acusando de ser negligente em relação aos meus personal belongings.

Ai ai, só rindo mesmo.
O jeito foi pedir um favor à minha amiga Lynn de (please, please, please) me levar no aeroporto pois era a única forma de reaver a minha mala. E ela, que é um amor, me pegou no trabalho e me levou lá. 1h15 de carro, no maior trânsito.

Agora o máximo que posso fazer é escrever uma carta, imprimir e enviar pra Delta. Pedindo algum tipo de compensação pelo ocorrido. Vamos ver se dá em algo.

Feliz 2009! janeiro 8, 2009

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
2 comments

Comecei bem o ano de 2009: na Italia e ao lado do homem que eu amo. A viagem foi linda. Finalmente conheci a família: pai, mãe, irmão, esposa do irmão, cachorro e gatos. A mamma é uma fofa, super simpática e sorridente. O pai a princípio é mais tímido — já tinha me avisado o Davide. No final ele já estava fazendo piadas, rindo e me oferecendo bebidas. O Davide é a cara do pai. Então eu pude ter uma prévia de como ele ficará daqui a 30 anos. Um gatão de meia idade. Achei o pai dele lindão.

Passamos 6 dias em Napoli, no sul da Itália. Lá é onde a pizza foi inventada. E nós fomos na melhor pizzaria de Napoli. Esperamos 1 hora por uma mesa. E lá só tinham 2 opções de pizza: margheritta ou carbonara. Valeu a pena. E a salada Caprese foi inventada em Capri, onde também fomos. Uma ilha linda. Também passamos um dia em Pompeii, a cidade que foi coberta pelas cinzas do Vesuvio, durante uma erupção, matando todo mundo. Depois de anos e anos, foi redescoberta por arqueólogos. Realmente impressionante!

E a volta pros EUA nunca é muito fácil pra mim. Pois EUA está sempre atrelado a solidão. Agora eu e Davide vamos passar 7 meses sem se ver. Dá pra acreditar? Sempre que ouço histórias de relacionamentos à distância eu pergunto: Mas vocês tem um oceano entre vocês? E 9 horas de fuso? E ficam 7 meses sem se ver? Pois é… hard core. Mas o que são alguns anos de espera, perto de uma vida inteira? Existe sempre uma visão otimista da vida.

Agora é hora de não pensar muito nisso e voltar a me focar na minha vida por aqui. É um exercício mental diário, como sempre. E vamo que vamo…

Feliz 2009!!!

Itália, chegou a hoooora dezembro 25, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
2 comments

Rumo à Itália em 30 minutos.
Está um misto de chuva e neve lá fora. A temperatura é de 2ºC e espero que não acumule mais neve e gelo no chão.
Olhei agora o site da Northwest e meu vôo está “on schedule”.
Vôo 34 de Seattle diretamente à Amsterdam. Uhu!

Tô levando uma malinha pequena mas que incrivelmente comporta tanta coisa.
De presente pro Davide tô levando uma chuteira super fashion da Nike (presente pra Italiano tem que ser fashion, né? Não tem jeito). Coloquei a chuteira dentro da própria caixa, dentro da minha mala. Só isso já ocupou metade dela.
Ainda tô levando meu mega secador de cabelo super solano.
Mais um relógio pro Davide, chocolate pros pais, sapatos e todas as minhas roupas.
São os milagres da compressão pré-viagem. Acho que aprendi com meu pai.

Nesse clima de viagem, até esqueço que é Natal.
Um Feliz Natal a todos! Curtam muito com suas famílias. E agradeçam a Deus por estarem em família neste dia.

O próximo será da Itália! 🙂

Fotos de Hong Kong outubro 14, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
add a comment

Hong Kong style bus

Está no ar um album com 232 fotos de Hong Kong. O meu amigo português me chamava de “Mel chinesa” porque eu estava que nem os chineses quando viajam: tirando foto de TUDO. Agora entendo bem o lado deles. É tudo muito diferente do lado de lá do mundo. E olha que em Hong Kong tudo está escrito também em inglês. Imagina em outros países como Korea, Japão, Tailândia, etc.

Impressões asiáticas outubro 13, 2008

Posted by Melissa Quintanilha in viagens.
2 comments

Chegou ao fim a minha primeira breve jornada pela Asia. Breve em numero de dias mas tao rica no quesito experiencia. Minhas expectativas foram totalmente superadas e eu me via caminhando pelas ruas de Hong Kong sempre com um sorriso no rosto. Tao feliz de estar ali. O que eu mais gostava era de me meter no meio dos chineses, ser a unica de olhos azuis e nao-puxados por ali. Gostava de olhar pra cara de cada um e reparar no ritmo da cidade. Frenetico, diga-se de passagem. A cidade toda parece um formigueiro em meio aos arranha-ceus. Todo mundo correndo pra la e pra ca, esbarrando uns nos outros, brincando com seus gadgets eletronicos, falando no celular, comendo espetinho de polvo ou outras coisas nao-identificadas. Nunca vi tanta gente na rua, tanto movimento, tanto predio e tanto cartaz de neon. Tudo ao mesmo tempo. Meu lugar favorito de Hong Kong foi Mong Gok, um bairro cheio de comercio, com algumas ruas fechadas para pedestres, entupido de gente ate altas horas. La tinha de tudo: lojas, restaurantes, barraquinhas de comida, mercado de rua e feira de frutas.

Achei os Chineses muito educados. Fui bem tratada em todo canto, mesmo nao falando um pingo do idioma. Eles tem um jeito diferente de ser, mas sao uns fofinhos. Todos muito solicitos. Toda vez que eu queria alguma informacao na universidade, na rua ou em alguma loja, juntavam logo uns 5 pra ajudar. Pq cada um tem um vocabulario limitado de ingles, entao acho que juntando 5 da pra se comunicar. 😉 Na penultima noite fui a um restaurante tradicional onde tem o melhor pato de Tsim Sha Tsui. So tinha chines e o garcon fez uma demonstracao de como era a forma correta de se comer. Explicou como deveriamos usar cada molho (tudo na linguagem dos sinais). Na unica vez que arrisquei falar um chines, acho que fiz algo errado. Meu professor me ensinou como se fala “Obrigada”. Algo como “ng goy”. Entao eu falei para uma moca que me serviu um Dim Sum. E ela logo falou “ng goy bla bla bla bla bla”. Eu obviamente nao entendi bulhufas e fiquei sem saber se meu agradecimento estava certo ou nao. Mas eu tentei.

Durante os dias do congresso eu nao passeei tanto pela cidade pois ainda estava me adaptando ao fuso horario. Na 4a teve o jantar do congresso num lugar bem chique e aparentemente super turistico (tipo o Plataforma no Rio). Na 5a depois do fim do congresso fui fazer um tour de barco pelo harbour que fica entre Kowloon e Hong Kong island. Impressionante a quantidade de predios, luzes e neons. Depois acabamos jantando num restaurante indiano (otimo, por sinal) pois o tal restaurante famoso do pato so aceitava reserva pro dia seguinte.

Dei a sorte de conhecer um portugues no congresso. Tao gente boa e nos demos super bem. Acabamos passeando juntos os 2 ultimos dias. Eu ia passear com um colega da Ohio State mas ele ja no meio da viagem estava dizendo que estava sempre cansado, nao aguentava mais comidas “estranhas” e estava com saudade da cama dele. Ai ai, em menos de 1 semana fora. Tem gente que nao gosta mesmo de viajar.

No ultima dia eu e meu amigo portugues fomos a ilha de Lantau, onde esta a maior estatua do Buda a ceu aberto. Imensa e toda feita de bronze. Para chegar la pegamos um metro ate a ilha (aqui o metro passa por baixo d’agua em diversas partes) e na ilha pegamos um bondinho para chegar ate o Buda. O caminho do bondinho era lindo, passava por cima de varias montanhas e levava 25 minutos ate chegar ao Buda. Lantau fica bem perto do aeroporto que foi construido em uma ilha artificial. E’ muito estranho pois a ilha do aeroporto tem um formato geometrico que dificilmente seria visto em uma ilha de verdade. Para os chineses parece que a natureza ‘e so um mero detalhe. Constroem bondinho por cima de varias montanhas, aeroporto em uma ilha artificial, expandem o territorio por cima da agua e constroem metro e tunel por baixo d’agua.

No hotel tive uma mordomia com a qual nao estou acostumada: nao abri a porta nenhuma vez e nem sequer carreguei minha mala. No aeroporto o pessoal da imigracao e da seguranca te trata como gente. Tao diferente dos EUA onde rola sempre uma certa tensao. Minha visita a China terminou com chave de ouro quando na seguranca do aeroporto um dos segurancas olhou meu passaporte e falou “Oh, Brasil. Soccer! Everytime I think about Brasil, I think about soccer.” 😀

E’ bom ser brasileiro no mundo todo, ne?
Go Brasil sil silll!